Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas

O Boletim Epidemiológico desta terça-feira (26/05) confirma mais 376 casos de Covid-19 em Alagoas. Dessa forma, o estado tem um total de 7.058 casos confirmados do novo coronavírus até o momento, dos quais 2.562 estão em isolamento domiciliar e 264 internados em leitos públicos e privados. Outros 3.880 pacientes já finalizaram o período de isolamento, não apresentam mais sintomas e, portanto, estão recuperados da doença. Há 415 casos em investigação laboratorial. Foram registradas mais 15 mortes em território alagoano. Com isso, Alagoas tem 352 óbitos por Covid-19.

Mais 15 mortes foram confirmadas, laboratorialmente, por causa do novo coronavírus. Dez óbitos eram de pessoas que residiam em Maceió, sendo seis homens, com idades de 61, 65, 76, 55, 77 e 78 anos; e quatro mulheres, com idades de 80, 74, 54 e 52 anos.


Em relação aos óbitos do sexo masculino, o homem de 61 anos era diabético e faleceu no Hospital da Mulher; o homem de 65 anos era hipertenso, tinha epilepsia e faleceu no Hospital Veredas; a vítima de 76 anos tinha imunossupressão e faleceu no Hospital Unimed; o homem de 55 anos tinha doença cardíaca crônica e faleceu no Hospital Geral do Estado (HGE); a vítima de 77 anos era diabético e faleceu no Hospital da Mulher; e o homem de 78 anos não tinha registros de comorbidades e faleceu no HGE.


Já das vítimas do sexo feminino que moravam na capital alagoana, a mulher de 80 anos tinha doença cardíaca crônica e faleceu na Santa Casa de Maceió; a mulher de 74 anos não tinha comorbidades e faleceu no HGE; a mulher de 54 anos era hipertensa e faleceu no HGE; e a mulher de 52 anos não tinha comorbidades e faleceu na UPA do Tabuleiro.


Outros cinco óbitos confirmados foram de pessoas que residiam no interior de Alagoas, tendo três homens e duas mulheres como vítimas. O homem de 66 anos, de Matriz do Camaragibe, era diabético, tinha doenças cardíacas crônicas e faleceu no HGE; o homem de 53 anos, de Craíbas, não tinha registro de comorbidades e faleceu na Casa Maternal Frei Damião; e o homem de 82 anos, morador de Canapí, era diabético e faleceu no Hospital Regional de Santana do Ipanema.


Em relação às duas vítimas do sexo feminino, a mulher de 37 anos, de Messias, não tinha registro de comorbidades e faleceu no Hospital Sanatório; e a mulher de 82 anos, de São Luís do Quitunde, era hipertensa, diabética e faleceu no Hospital Geral do Estado.


Os casos confirmados estão distribuídos em 96 cidades: Maceió (4.064), Arapiraca (279), Marechal Deodoro (212), Rio Largo (148), Teotonio Vilela (130), Porto Calvo (128), São Sebastião (125), São Miguel dos Campos (121), Satuba (115), Coruripe (118), Palmeira dos Índios (90), Atalaia (90), Pilar (87), Murici (72), União dos Palmares (72), Maragogi (71), São José da Laje (66), Santana do Ipanema (60), Junqueiro (57), Santa Luzia do Norte (56), Jequiá da Praia (56), São Luís do Quitunde (42), Craíbas (35), Coqueiro Seco (24), São José da Tapera (23), Penedo (23), Piaçabuçu (22), Anadia (22), Capela (21), Boca da Mata (21), São Miguel dos Milagres (21), Paripueira (21), Olho d´Água das Flores (21), Campo Alegre (20), Japaratinga (20), Passo de Camaragibe (19), Barra de São Miguel (19), Girau do Ponciano (18), Viçosa (18), Maribondo (18), Colônia Leopoldina (15), Delmiro Gouveia (14), Campestre (15), Quebrangulo (15), Messias (16), Joaquim Gomes (16), Barra de Santo Antônio (14), Matriz do Camaragibe (13), Pão de Açúcar (13), Taquarana (11), Feira Grande (11), Limoeiro de Anadia (11), Carneiros (11), Paulo Jacinto (10), Campo Grande (9), Major Izidoro (9), São Brás (9), Porto de Pedras (8), Batalha (8), Ouro Branco (8), Tanque d´Arca (7), Cajueiro (7), Cacimbinhas (7), Monteirópolis (7), Pindoba (7), Dois Riachos (6), Porto Real do Colégio (6), Ibateguara (6), Flexeiras (6), Branquinha (5), Olho d´Água do Casado (5), Lagoa da Canoa (5), Olivença (5), Maravilha (4), Coité do Noia (4), Jacuípe (4), Traipu (4), Roteiro (4), Poço das Trincheiras (4), Mar Vermelho (3), Inhapi (3), Olho d´Água Grande (3), Piranhas (3), Senador Rui Palmeira (3), Feliz Deserto (2), Novo Lino (2), Jundiá (2), Santana do Mundaú (2), Canapi (2), Belém (2), Minador do Negrão (2), Estrela de Alagoas (2), Jaramataia (1), Palestina (1), Igaci (1) e Jacaré dos Homens (1). As outras 38 pessoas que testaram positivo para a Covid-19 em Alagoas eram naturais de Pernambuco, Distrito Federal, Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia e Santa Catarina.


Óbitos – Até hoje, foram confirmados 352 óbitos por Covid-19 em território alagoano, mas três deles eram de pessoas residentes em Pernambuco, São Paulo e Santa Catarina, tendo como vítimas dois homens e uma mulher. Dos 349 residentes em Alagoas, 197 eram do sexo masculino e 152 do sexo feminino. Duzentas e vinte e três vítimas residiam em Maceió e as outras 126 em Marechal Deodoro (10), União dos Palmares (8), Rio Largo (8), Arapiraca (8), Coruripe (6), Satuba (5), Pilar (4), Maragogi (4), Paripueira (3), Santana do Ipanema (3), Palmeira dos Índios (3), Ibateguara (3), Piaçabuçu (3), Joaquim Gomes (3), Jequiá da Praia (3), Murici (3), Atalaia (3), Campestre (2), Delmiro Gouveia (2), Paulo Jacinto (2), Penedo (2), Porto Calvo (2), Matriz do Camaragibe (2), Messias (2), São Miguel dos Milagres (1), São Miguel dos Campos (1), Viçosa (1), Anadia (1), Limoeiro de Anadia (1), Maribondo (1), Lagoa da Canoa (1), Campo Alegre (1), Batalha (1), Cacimbinhas (1), Flexeiras (1), Japaratinga (1), Novo Lino (1), Teotônio Vilela (1), Campo Grande (1), Passo do Camaragibe (1), Boca da Mata (1), Pão de Açúcar (1), Barra de Santo Antônio (1), Cajueiro (1), Feliz Deserto (1), Major Izidoro (1), São Sebastião (1), Santana do Mundaú (1), Junqueiro (1), Poço das Trincheiras (1), Belém (1), Barra de São Miguel (1), Jundiá (1), Craíbas (1), Canapí (1) e São Luís do Quitunde (1), segundo o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs).


Leitos de Covid-19 do Estado – Dos 961 leitos criados pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) para atender, exclusivamente, pacientes com suspeita e confirmação de infecção pelo novo coronavírus, 558 estavam ocupados até as 10h desta terça-feira (26/05), o que corresponde a 58% do total – 162 pacientes estão em leitos de UTI, 18 em leitos intermediários e 378 em enfermaria. Para acompanhar a evolução da ocupação dos leitos exclusivos para Covid-19, clique aqui.


Relação das mortes por Covid-19:*


1ª – 31/03 – Homem, 64 anos – Maceió (AL)
2ª – 03/04 – Homem, 78 anos – Maceió (AL)
3ª – 08/04 – Mulher, 77 anos – São Paulo (SP)
4ª – 12/04 – Homem, 79 anos – Marechal Deodoro (AL)
5ª – 14/04 – Homem, 48 anos – Maceió (AL)
6ª – 17/04 – Homem, 46 anos – Maceió (AL)
7ª – 17/04 – Homem, 40 anos – Maceió (AL)
8ª – 18/04 – Homem, 73 anos – Recife (PE)
9ª – 18/04 – Mulher, 56 anos – São Miguel dos Milagres (AL)
10ª – 18/04 – Mulher, 72 anos – Maceió (AL)
11ª – 19/04 – Mulher, 58 anos – Maceió (AL)
12ª –19/04 – Mulher, 74 anos – Maceió (AL)
13ª – 19/04 – Homem, 83 anos – Maceió (AL)
14ª – 19/04 – Homem, 85 anos – Viçosa (AL)
15ª – 19/04 – Mulher, 63 anos – Ibateguara (AL)
16ª – 20/04 – Mulher, 60 anos – Maceió (AL)
17ª – 20/04 – Homem, 67 anos – Maceió (AL)
18ª – 20/04 – Homem, 34 anos – Maceió (AL)
19ª – 21/04 – Homem, 24 anos – Maceió (AL)
20ª – 22/04 – Homem, 89 anos – Maceió (AL)
21ª – 23/04 – Homem, 80 anos – Paripueira (AL)
22ª – 23/04 – Homem, 76 anos – Anadia (AL)
23ª – 24/04 – Homem, 45 anos – Maceió (AL)
24ª – 24/04 – Mulher, 64 anos – Maceió (AL)
25ª – 24/04 – Homem, 54 anos – Limoeiro de Anadia (AL)
26ª – 24/04 – Homem, 47 anos – Maceió (AL)
27ª – 24/04 – Mulher, 68 anos – Maceió (AL)
28ª – 25/04 – Homem, 87 anos – Maribondo (AL)
29ª – 25/04 – Mulher, 60 anos – Marechal Deodoro (AL)
30ª – 26/04 – Homem, 58 anos – Maceió (AL)
31ª – 26/04 – Homem, 63 anos – Maceió (AL)
32ª – 26/04 – Mulher, 68 anos – Matriz do Camaragibe (AL)
33ª – 27/04 – Homem, 58 anos – Maceió (AL)
34ª – 27/04 – Homem, 44 anos – Maceió (AL)
35ª – 28/04 – Homem, 87 anos – Maceió (AL)
36ª – 28/04 – Homem, 74 anos – Maceió (AL)
37ª – 29/04 – Homem, 42 anos – Maceió (AL)
38ª – 29/04 – Homem, 83 anos – Maceió (AL)
39ª – 29/04 – Homem, 41 anos – Maragogi (AL)
40ª – 29/04 – Mulher, 84 anos – Murici (AL)
41ª – 29/04 – Homem, 51 anos – Lagoa da Canoa (AL)
42ª – 30/04 – Homem, 25 anos – Maceió (AL)
43ª – 30/04 – Homem, 38 anos – Maceió (AL)
44ª – 30/04 – Homem, 64 anos – Maceió (AL)
45ª – 30/04 – Mulher, 45 anos – Maceió (AL)
46ª – 30/04 – Homem, 59 anos – Maceió (AL)
47ª – 30/04 – Homem, 41 anos – Maceió (AL)
48ª – 01/05 – Mulher, 86 anos – Maceió (AL)
49ª – 01/05 – Homem, 70 anos – Maceió (AL)
50ª – 01/05 – Homem, 70 anos – Maceió (AL)
51ª – 01/05 – Homem, 67 anos – Maceió (AL)
52ª – 01/05 – Mulher, 52 anos – Maceió (AL)
53ª – 01/05 – Homem, 85 anos – Maceió (AL)
54ª – 02/05 – Mulher, 91 anos – União dos Palmares (AL)
55ª – 02/05 – Homem, 72 anos – Delmiro Gouveia (AL)
56ª – 02/05 – Homem, 46 anos – Maceió (AL)
57ª – 02/05 – Homem, 69 anos – Maceió (AL)
58ª – 02/05 – Homem, 63 anos – Maceió (AL)
59ª – 03/05 – Homem, 84 anos – Campo Alegre (AL)
60ª – 03/05 – Mulher, 78 anos – Paripueira (AL)
61ª – 03/05 – Homem, 34 anos – Maceió (AL)
62ª – 03/05 – Mulher, 61 anos – Maceió (AL)
63ª – 03/05 – Mulher, 51 anos – Arapiraca (AL)
64ª – 03/05 – Homem, 84 anos – Paulo Jacinto (AL)
65ª – 04/05 – Homem, 51 anos – Maceió (AL)
66ª – 04/05 – Homem, 43 anos – Maceió (AL)
67ª – 04/05 – Homem, 78 anos – Arapiraca (AL)
68ª – 04/05 – Homem, 71 anos – Rio Largo (AL)
69ª – 04/05 – Homem, 58 anos, São Miguel dos Campos
70ª – 04/05 – Homem, 60 anos – Pilar (AL)
71ª – 04/05 – Homem, 76 anos – Messias (AL)
72ª – 04/05 – Mulher, 71 anos – Maceió (AL)
73ª – 05/05 – Homem, 79 anos – Maceió (AL)
74ª – 05/05 – Homem, 63 anos – Maceió (AL)
75ª – 05/05 – Homem, 85 anos – Maceió (AL)
76ª – 05/05 – Mulher, 25 anos – Maceió (AL)
77ª – 05/05 – Homem, 73 anos – Joaquim Gomes (AL)
78ª – 05/05 – Homem, 59 anos – Murici (AL)
79ª – 05/05 – Mulher, 39 anos – Palmeira dos Índios (AL)
80ª – 05/05 – Homem, 40 anos – Marechal Deodoro (AL)
81ª – 06/05 – Mulher, 83 anos – Maceió (AL)
82ª – 06/05 – Mulher, 70 anos – Maceió (AL)
83ª – 06/05 – Mulher, 67 anos – Maceió (AL)
84ª – 06/05 – Mulher, 75 anos – Maceió (AL)
85ª – 06/05 – Mulher, 76 anos – Maceió (AL)
86ª- 06/05 – Homem, 83 anos – Maceió (AL)
87ª- 06/05 – Mulher, 41 anos – Arapiraca (AL)
88ª- 06/05 – Mulher, 58 anos – Batalha (AL)
89ª- 06/05 – Homem, 65 anos – Rio Largo (AL)
90ª- 07/05 – Mulher, 96 anos – Maceió (AL)
91ª- 07/05 – Mulher, 61 anos – Maceió (AL)
92ª- 07/05 – Mulher, 28 anos – Maceió (AL)
93ª- 07/05 – Homem, 97 anos – Maceió (AL)
94ª- 07/05 – Homem, 60 anos – Maceió (AL)
95ª- 07/05 – Mulher, 89 anos – Arapiraca (AL)
96ª- 07/05 – Homem, 34 anos – Arapiraca (AL)
97ª- 07/05 – Mulher, 72 anos – Palmeira dos Índios (AL)
98ª- 07/05 – Mulher, 96 anos – Piaçabuçu (AL)
99ª – 08/05 – Homem, 64 anos – Maceió (AL)
100ª – 08/05 – Homem, 78 anos – Maceió (AL)
101ª – 08/05 -Homem, 91 anos – Maceió (AL)
102ª – 08/05 -Homem, 74 anos – Maceió (AL)
103ª – 08/05 – Homem, 74 anos – Maceió (AL)
104ª – 08/05 – Homem, 61 anos – Maceió (AL)
105ª – 08/05 – Homem, recém-nascido há 02 dias – Maceió (AL)
106ª – 08/05 – Mulher, 79 anos – Maceió (AL)
107ª – 08/05 – Mulher, 23 anos – Maceió (AL)
108ª – 08/05 – Mulher, 61 anos – Maceió (AL)
109ª – 09/05 – Homem, 15 anos – Maceió (AL)
110ª – 09/05 – Homem, 68 anos – Maceió (AL)
111ª – 09/05 – Homem, 72 anos – Marechal Deodoro (AL)
112ª – 09/05 – Mulher, 27 anos – União dos Palmares (AL)
113 – 09/05 – Mulher, 33 anos – Cacimbinhas (AL)
114ª – 09/05 – Mulher, 49 anos – Coruripe (AL)
115ª- 10/05 – Mulher, 64 anos – Maceió (AL)
116ª- 10/05 – Mulher, 85 anos – Maceió (AL)
117ª- 10/05 – Mulher, 75 anos – Maceió (AL)
118ª- 10/05 – Homem, 51 anos – Maceió (AL)
119ª- 10/05 – Homem, 72 anos – Maceió (AL)
120ª- 10/05 – Mulher, 88 anos – Marechal Deodoro (AL)
121ª- 10/05 – Mulher, 62 anos – União dos Palmares (AL)
122ª – 10/05 – Homem, 16 anos – Paripueira (AL)
123ª -10/05 – Homem, 27 anos – Flexeiras (AL)
124ª- 10/05 – Mulher, 102 anos – Japaratinga (AL)
125ª- 10/05 – Homem, 88 anos, Penedo (AL)
126ª 10/05 – Homem, 47 anos, Santa Catarina (SC)
127ª- 11/05 – Homem, 64 anos – Maceió (AL)
128ª- 11/05 – Homem, 94 anos – Maceió (AL)
129ª- 11/05 – Homem, 56 anos – Maceió (AL)
130ª- 11/05 – Homem, 87 anos – Maceió (AL)
131ª- 11/05 – Homem, 42 anos – Maceió (AL)
132ª- 11/05 – Mulher, 81 anos – Maceió (AL)
133ª- 11/05 – Mulher, 63 anos – Maceió (AL)
134ª-11/05 – Homem, 87 anos – Santana do Ipanema (AL)
135ª- 11/05 – Homem, 33 anos – Novo Lino (AL)
136ª-11/05- Homem, 48 anos – Maragogi (AL)
137- 11/05- Homem, 39 anos – Marechal Deodoro (AL)
138- 11/05- Mulher, 66 anos – Satuba (AL)
139ª - 12/05- Homem, 72 anos – Maceió (AL)
140ª- 12/05- Homem, 36 anos – Maceió (AL)
141ª- 12/05- Homem, 84 anos – Maceió (AL)
142ª- 12/05- Homem, 47 anos – Maceió (AL)
143ª- 12/05- Mulher, 78 anos – Maceió (AL)
144ª- 12/05 – Mulher, 82 anos – Maceió (AL)
145ª- 12/05 – Mulher, 59 anos – Maceió (AL)
146ª- 12/05 – Mulher, 59 anos – Maceió (AL)
147ª- 12/05 – Homem, 82 anos – Santana do Ipanema (AL)
148ª- 12/05 – Homem, 64 anos – Coruripe (AL)
149ª- 12/05 – Homem, 49 anos – Campestre (AL)
150ª- 12/05 – Mulher, 46 anos – Rio Largo (AL)
151ª- 13/05 – Mulher, 60 anos – Maceió (AL)
152ª- 13/05 – Mulher, 62 anos – Maceió (AL)
153ª- 13/05 – Mulher, 63 anos – Maceió (AL)
154ª- 13/05 – Mulher, 53 anos – Maceió (AL)
155ª- 13/05 – Mulher, 72 anos – Maceió (AL)
156ª- 13/05 – Mulher, 89 anos – Maceió (AL)
157ª- 13/05 – Mulher, 61 anos – Maceió (AL)
158ª- 13/05 – Homem, 66 anos – Maceió (AL)
159ª- 13/05 – Homem, 77 anos – Maceió (AL)
160ª- 13/05 – Homem, 64 – Maceió (AL)
161ª- 13/05 – Homem, 78 anos – Maceió (AL)
162ª- 13/05 – Mulher, 70 anos – Penedo (AL)
163ª- 13/05 – Mulher, 80 anos – Teotônio Vilela (AL)
164ª- 13/05 – Mulher, 76 anos – Paulo Jacinto (AL)
165ª- 14/05 – Homem, 48 anos – Maceió (AL)
166ª- 14/05 – Homem, 73 anos – Maceió (AL)
167ª- 14/05 – Homem, 77 anos – Maceió (AL)
168ª- 14/05 – Homem, 65 anos – Maceió (AL)
169ª- 14/05 – Homem, 91 anos – Maceió (AL)
170ª- 14/05 – Mulher, 65 anos – Maceió (AL)
171ª- 14/05 – Mulher, 82 anos – Maceió (AL)
172ª- 14/05 – Mulher, 49 anos – Maceió (AL)
173ª – 14/05 – Homem, 77 anos – Pilar (AL)
174ª – 14/05 – Homem, 69 anos – Joaquim Gomes (AL)
175ª – 14/05 – Homem, 63 anos – Atalaia (AL)
176ª – 14/05 – Mulher, 85 anos – Arapiraca (AL)
177ª – 14/05 – Mulher, 65 anos – Porto Calvo (AL)
178ª – 15/05 – Mulher, 52 anos – Maceió (AL)
179ª – 15/05 – Mulher, 76 anos– Maceió (AL)
180ª – 15/05 - Mulher, 62 anos– Maceió (AL)
181ª – 15/05 – Mulher, 98 anos – Maceió (AL)
182ª- 15/05 – Mulher, 72 anos– Maceió (AL)
183ª- 15/05 – Mulher, 78 anos– Maceió (AL)
184ª- 15/05 – Mulher, 80 anos– Maceió (AL)
185ª- 15/05 – Mulher, 57 anos – União dos Palmares (AL)
186ª- 15/05- Mulher, 41 anos – Campo Grande (AL)
187ª- 15/05- Homem – 75 anos – Pilar (AL)
188ª- 16/05- Mulher – 90 anos – Maceió (AL)
189ª- 16/05- Mulher, 94 anos – Maceió (AL)
190- 16/05- Mulher, 84 anos – Maceió (AL)
191ª- 16/05- Mulher, 63 anos – Maceió (AL)
192ª- 16/05- Mulher, 75 anos – Maceió (AL)
193ª- 16/05- Mulher, 89 anos – Maceió (AL)
194ª- 16/05- Mulher, 71 anos – Maceió (AL)
195ª- 16/05- Mulher, 77 anos – Maceió (AL)
196ª- 16/05- Homem, 53 anos – Maceió (AL)
197ª- 16/05- Homem, 63 anos – Maceió (AL)
198ª- 16/05- Homem, 51 anos – Maceió (AL)
199ª- 16/05 Homem, 59 anos – Maceió (AL)
200ª- 17/05 Homem, 59 anos – Maceió (AL)
201ª- 17/05 Homem, 74 anos Maceió (AL)
202ª- 17/05 Homem, 74 anos Maceió (AL)
203ª- 17/05 Mulher, 65 anos Maceió (AL)
204ª- 17/05 Mulher, 47 anos – Marechal Deodoro (AL)
205ª- 17/05 Mulher, 86 anos – Passo do Camaragibe (AL)
206- 17/05 Homem, 74 anos – Rio Largo (AL)
207ª- 17/05 Homem, 77 anos Maceió (AL)
208ª- 17/05 Homem, 56 anos – União dos Palmares (AL)
209ª- 17/05 Homem, 77 anos – União dos Palmares (AL)
210ª- 17/05 Mulher, 51 anos – União dos Palmares (AL)
211ª- 18/05 Homem, 61 anos – Maceió (AL)
212ª- 18/05 Homem, 52 anos – Maceió (AL)
213ª- 18/05 Homem, 31 anos – Maceió (AL)
214ª- 18/05 Homem, 57 anos – Maceió (AL)
215ª- 18/05 Homem, 97 anos – Maceió (AL)
216ª- 18/05 Homem, 66 anos – Maceió (AL)
217ª- 18/05 Mulher, 89 anos – Maceió (AL)
218ª- 18/05 Mulher, 82 anos – Maceió (AL)
219ª- 18/05 Mulher, 77 anos – Maceió (AL)
220ª- 18/05 Mulher, 83 anos – Atalaia (AL)
221ª- 18/05 Mulher, 76 anos – Pilar (AL)
222ª- 19/05 Mulher, 76 anos – Maceió (AL)
223ª- 19/05 Mulher, 70 anos – Maceió (AL)
224ª- 19/05 Mulher, 56 anos – Maceió (AL)
225ª- 19/05 Mulher, 66 anos – Maceió (AL)
226ª- 19/05 Mulher, 49 anos – Maceió (AL)
227ª- 19/05 Mulher, 69 anos – Maceió (AL)
228ª- 19/05 Homem, 80 anos – Maceió (AL)
229ª- 19/05 Homem, 62 anos – Maceió (AL)
230ª- 19/05 Homem, 49 anos – Maceió (AL)
231ª- Homem, 57 anos – Rio Largo (AL)
232ª- 19/05 Homem, 34 anos - Santana do Ipanema (AL)
233ª- 19/05 Homem, 69 anos - Boca da Mata (AL)
234ª- 19/05 Mulher, 50 anos – União dos Palmares (AL)
235ª- 20/05 Homem, 79 anos – Maceió (AL)
236ª- 20/05 Homem, 68 anos – Maceió (AL)
237ª- 20/05 Homem, 43 anos– Maceió (AL)
238ª- 20/05 Homem, 62 anos – Maceió (AL)
239ª- 20/05 Homem, 72 anos – Maceió (AL)
240ª- 20/05 Mulher, 71 anos – Maceió (AL)
241ª- 20/05 Mulher, 47 anos – Maceió (AL)
242ª- 20/05 Homem, 74 anos – Palmeira dos Índios (AL)
243ª- 20/05 Homem, 69 anos – Satuba (AL)
244ª- 20/05 Homem, 82 anos – Jequiá da Praia (AL)
245ª- 20/05 Homem, 90 anos - Pão de Açúcar (AL)
246ª- 20/05 Homem, 80 anos – Coruripe (AL)
247ª- 20/05 Mulher, 61 anos – Marechal Deodoro (AL)
248ª- 20/05 Mulher, 76 anos – Arapiraca (AL)
249ª- 20/05 Mulher, 80 anos – Jequiá da Praia (AL)
250ª- 20/05 Mulher, 28 anos – Barra de Santo Antônio (AL)
251ª- 20/05 Mulher, 76 anos – Cajueiro (AL)
252ª- 21/05 Homem, 72 anos – Maceió (AL)
253ª- 21/05 Homem, 63 anos – Maceió (AL)
254ª- 21/05 Homem, 77 anos – Maceió (AL)
255ª- 21/05 Homem, 74 anos – Maceió (AL)
256ª- 21/05 Homem, 60 anos – Maceió (AL)
257ª- 21/05 Homem, 41 anos – Maceió (AL)
258ª- 21/05 Mulher, 60 anos – Maceió (AL)
259ª- 21/05 Mulher, 48 anos – União dos Palmares (AL)
260ª- 21/05 Mulher, 78 anos – Piaçabuçu (AL)
261ª- 21/05 Mulher, 02 meses – Maragogi (AL)
262ª- 21/05 Homem, 80 anos – Maragogi (AL)
263ª- 22/05 Mulher, 71 anos – Maceió (AL)
264ª- 22/05 Mulher, 48 anos – Maceió (AL)
265ª- 22/05 Mulher, 83 anos – Maceió (AL)
266ª- 22/05 Mulher, 82 anos – Maceió (AL)
267ª- 22/05 Mulher, 85 anos – Maceió (AL)
268ª- 22/05 Mulher, 62 anos – Maceió (AL)
269ª- 22/05 Mulher, 59 anos – Maceió (AL)
270ª- 22/05 Mulher, 55 anos – Maceió (AL)
271ª- 22/05 Mulher, 60 anos – Maceió (AL)
272ª- 22/05 Homem, 77 anos – Maceió (AL)
273ª- 22/05 Homem, 81 anos – Maceió (AL)
274ª- 22/05 Homem, 67 anos – Maceió (AL)
275ª- 22/05 Homem, 61 anos – Maceió (AL)
276ª- 22/05 Homem, 30 anos - Maceió (AL)
277ª- 22/05 Homem, 64 anos – Ibateguara (AL)
278ª- 22/05 Homem, 74 anos – Senado Rui Palmeira (AL)
279ª- 22/05 Homem, 69 anos – Satuba (AL)
280ª- 22/05 Mulher, 65 anos - Ibateguara (AL)
281ª- 23/05 Homem, 40 anos – Maceió (AL)
282ª- 23/05 Homem, 77 anos – Maceió (AL)
283ª- 23/05 Homem, 82 anos – Maceió (AL)
284ª- 23/05 Homem, 56 anos – Maceió (AL)
285ª- 23/05 Homem, 83 anos – Maceió (AL)
286ª- 23/05 Homem, 80 anos – Maceió (AL)
287ª- 23/05 Mulher, 64 anos – Maceió (AL)
288ª- 23/05 Mulher, 93 anos – Maceió (AL)
289ª- 23/05 Mulher, 74 anos – Maceió (AL)
290ª- 23/05 Homem, 43 anos – Coruripe (AL)
291ª- 23/05 Homem, 69 anos – Piaçabuçu (AL)
292ª- 23/05 Homem, 61 anos – Satuba (AL)
293ª- 23/05 Homem, 32 anos – Jequiá da Praia (AL)
294ª- 23/05 Homem, 87 anos – Campestre (AL)
295ª- 23/05 Homem, 70 anos – Joaquim Gomes (AL)
296ª- 23/05 Homem, 87 anos – Major Izidoro (AL)
297ª- 23/05 Homem, 51 anos – Delmiro Gouveia (AL)
298ª- 23/05 Mulher, 76 anos - Feliz Deserto (AL)
299ª- 23/05 Mulher, 73 anos – Coruripe (AL)
300ª- 23/05 Mulher, 85 anos – Coruripe (AL)
301ª- 23/05 Mulher, 61 anos Rio Largo (AL)
302ª- 24/05 Mulher, 86 anos – Maceió (AL)
303ª- 24/05 Mulher, 42 anos – Maceió (AL)
304ª- 24/05 Mulher, 74 anos – Maceió (AL)
305ª- 24/05 Mulher, 73 anos – Maceió (AL)
306ª- 24/05 Mulher, 69 anos – Maceió (AL)
307ª- 24/05 Homem, 80 anos – Maceió (AL)
308ª- 24/05 Mulher, 66 anos - Rio Largo (AL)
309ª- 24/05 Mulher, 68 anos – Marechal Deodoro (AL)
310ª- 24/05 Mulher, 38 anos – Santana do Mundaú (AL)
311ª- 24/05 Mulher, 52 anos – Junqueiro (AL)
312ª- 24/05 Mulher, 74 anos – Poço das Trincheiras (AL)
313ª- 24/05 Mulher, 64 anos – Belém (AL)
314ª- 24/05 Homem, 91 anos – São Sebastião (AL)
315ª- 24/05 Homem, 53 anos – Porto Calvo (AL)
316ª- 24/05 Homem, 89 anos – Barra de São Miguel (AL)
317ª- 25/05 Homem, 32 anos – Maceió (AL)
318ª- 25/05 Homem, 36 anos – Maceió (AL)
319ª- 25/05 Homem, 33 anos - Maceió (AL)
320ª- 25/05 Homem, 80 anos - Maceió (AL)
321ª- 25/05 Homem, 82 anos – Maceió (AL)
322ª- 25/05 Homem, 72 anos – Maceió (AL)
323ª- 25/05 Homem, 81 anos - Maceió (AL)
324ª- 25/05 Homem, 63 anos – Maceió (AL)
325ª- 25/05 Homem, 80 anos – Maceió (AL)
326ª- 25/05 Homem, 52 anos – Maceió (AL)
327ª- 25/05 Homem, 53 anos – Maceió (AL)
328ª- 25/05 Mulher, 78 anos – Maceió (AL)
329ª- 25/05 Mulher, 88 anos – Maceió (AL)
330ª- 25/05 Mulher, 69 anos – Maceió (AL)
331ª- 25/05 Homem, 86 anos – Satuba (AL)
332ª- 25/05 Homem, 62 anos – Jundiá (AL)
333ª- 25/05 Homem, 53 anos – Arapiraca (AL)
334ª- 25/05 Homem, 85 anos – Atalaia (AL)
335ª- 25/05 Mulher, 34 anos – Murici (AL)
336ª- 25/05 Mulher, 51 anos – Marechal Deodoro (AL)
337ª- 25/05 Mulher, 37 anos – Rio Largo (AL)
338ª- 26/05 Homem, 61 anos – Maceió (AL)
339ª- 26/05 Homem, 65 anos – Maceió (AL)
340ª- 26/05 Homem, 76 anos – Maceió (AL)
341ª- 26/05 Homem, 55 anos – Maceió (AL)
342ª- 26/05 Homem, 77 anos – Maceió (AL)
343ª- 26/05 Homem, 78 anos – Maceió (AL)
344ª- 26/05 Mulher, 80 anos – Maceió (AL)
345ª- 26/05 Mulher, 74 anos – Maceió (AL)
346ª- 26/05 Mulher, 54 anos – Maceió (AL)
347ª- 26/05 Mulher, 52 anos – Maceió (AL)
348ª- 26/05 Homem, 66 anos – Matriz do Camaragibe (AL)
349ª- 26/05 Homem, 53 anos – Craíbas (AL)
350ª- 26/05 Homem, 82 anos – Canapí (AL)
351ª- 26/05 Mulher, 37 anos – Messias (AL)
352ª- 26/05 Mulher, 82 anos – São Luís do Quitunde (AL)


*As datas acima se referem à inclusão dos óbitos confirmados no Boletim Epidemiológico do Cievs.

BAIXE AQUI O BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

Representantes da Secretaria da Fazenda (Sefaz-AL) se reuniram, nesta terça-feira (26), para avaliar os aspectos fiscais, orçamentários e financeiros de Alagoas no período de pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), bem como definir estratégias de atuação da Receita do Estado para junho, julho e agosto. O encontro aconteceu no Bloco Administrativo Sílvio Carlos Viana, em Jacarecica.

Dentre as ações prioritárias, está a de realizar um estudo quanto aos protocolos de abertura do funcionamento da Sefaz-AL para retornar às unidades fazendárias com a maior segurança possível, seguindo todas as recomendações dos órgãos responsáveis.

De acordo com o Secretário da Fazenda, George Santoro, o Estado de Alagoas tem se apresentado com um dos melhores resultados do país no enfrentamento ao vírus e que isso é fruto de condutas planejadas.

“Em abril, Alagoas teve a segunda menor queda da arrecadação do Brasil. Esse resultado também foi alcançado graças aos postos fiscais que não pararam os trabalhos. Estamos analisando as práticas mais adequadas para dar continuidade no atendimento presencial para a população, contribuintes e contadores do Estado, com uso de máscaras, respeitando o distanciamento, as regras de limpeza e uso de álcool em gel”, ressalta.

Todas as atividades da Sefaz-AL não foram interrompidas durante o isolamento social, continuam em regime de plantão, teletrabalho e operações na linha de frente, com o intuito de preservar o mercado alagoano. Diariamente, cerca de 100 auditores fiscais realizam inspeções pelo Estado, para combater à sonegação de impostos.

“A Sefaz busca incessantemente proteger os bons contribuintes de Alagoas da minoria que insiste em sonegar e concorrer de forma injusta e desleal. Com isso, honramos aqueles que, mesmo no meio desta crise, têm se esforçado para contribuir com o avanço de Alagoas”, afirma o Superintendente da Receita Estadual, Francisco Suruagy.

A oportunidade contou ainda com a presença do Secretário Especial da Receita Estadual, Luiz Dias; da Secretária Especial do Tesouro Estadual, Renata dos Santos; do Secretário Executivo de Gestão Interna, Fábio Peixoto; da Superintendente de Planejamento Fiscal, Alexandra da Silva Vieira; do Superintendente de Fiscalização, Luiz Augusto; do Chefe do Crédito Tributário, Ivaldo Lopes e do Chefe do Cadastro, Marcos Araújo.

Circula pelas redes sociais, em Alagoas, uma mensagem dizendo que o Ministério da Cidadania abriu inscrições para o Programa Auxílio Gás. De acordo com o texto, o benefício pode chegar até R$ 210 reais e as inscrições devem ser feitas através de um link. A informação é falsa, segundo o próprio Ministério, que é responsável pelas políticas de assistência social.

“Já estão abertas em todo Brasil as inscrições para o Programa Auxílio Gás. Você pode ter direito ao benefício de R$70 à R$210! Acesse o site oficial”, diz parte da mensagem. Ao clicar no site sugerido, o cidadão é encaminhado para uma página que pede algumas informações iniciais, para depois ser feita a solicitação do benefício. Embora a logomarca do Governo Federal apareça na parte superior, a página não é oficial, podendo se tratar de um golpe para obter informações dos usuários.

O próprio Ministério da Cidadania já havia alertado para essa fake news em uma das suas redes sociais. Além de a mensagem ser falsa, o órgão também esclareceu que esse benefício não existe. “O benefício não existe. Não clique em links duvidosos e certifique-se de checar informações em nossos canais oficiais”, alertou o Ministério.

Alagoas Sem Fake

Com foco no combate à desinformação, a editoria Alagoas Sem Fake verifica, todos os dias, mensagens e conteúdos compartilhados, principalmente em redes sociais, sobre assuntos relacionados ao novo coronavírus em Alagoas. O cidadão poderá enviar mensagens, vídeos ou áudios a serem checados por meio do WhatsApp, no número: (82) 98161-5890. Clique aqui para enviar agora.

A Polícia Militar do Estado de Alagoas tem atuado em várias frentes no combate à pandemia do novo coronavírus. Além das ações diárias de fiscalização do cumprimento ao decreto de emergência, na capital e no interior, internamente a corporação implantou procedimentos voltados para a saúde dos policiais desde o início da situação de emergência, por meio de portarias editadas pelo comando-geral. É o caso da testagem: já foram realizados mais de 1.400 testes para Covid-19 em militares. Desse total, 302 tiveram diagnóstico positivo para a doença. 

Indicada pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-AL), a Polícia Militar é responsável pela aplicação de testes rápidos não só entre os militares sintomáticos, mas também nos demais membros das forças policiais (Civil, Rodoviária Federal e Guarda Municipal de Maceió) que atuam no estado.

“Já realizamos aproximadamente quatro mil testes rápidos, distribuídos pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), entre integrantes das forças de segurança federais, estadual e municipais. Só com os policiais militares foram feitos 1.476 testes, o que representa cerca de 20% da nossa tropa ativa”, afirmou o coronel Marcelo Oliveira, diretor de Saúde da PM-AL.

Ainda de acordo com o coronel, os militares com suspeita ou confirmados para a Covid-19 são imediatamente afastados, além de contar com suporte necessário, principalmente nos casos mais graves. “Mais de 30 policiais recuperados da doença já retornaram à atividade”.

Ainda de acordo com o diretor, a Corporação tem acompanhado diariamente a situação dos casos do novo coronavírus entre os militares.

Desinfecção de ambientes e saúde mental

As medidas temporárias de controle da proliferação e proteção comunitária têm ampla abrangência em Alagoas. Dentre elas, a suspensão de eventos, do atendimento ao público externo e de aulas presenciais foram fundamentais na redução da curva de transmissão entre os policiais e a comunidade.

Outra frente contra a Covid-19 foi a implantação de protocolos de uso obrigatório de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) e de higienização e desinfecção de ambientes, equipamentos e viaturas.

A comunicação contínua entre as unidades e o revezamento de jornada de trabalho somam-se ao cuidado com a saúde mental das corporações. Durante a pandemia, o Centro de Assistência Social (CAS) da PM oferece atendimento diferenciado, seguindo a orientação do Conselho Federal de Psicologia. O atendimento on-line para policiais militares e familiares é feito mediante agendamento prévio.

“Sabemos que precisamos continuar com o serviço, mas sem deixar de observar as recomendações da Organização Mundial da Saúde. O zelo para com os nossos militares é constante não só para que possamos garantir o nosso trabalho, mas principalmente para salvaguardar a vida de cada integrante da PM e de seus familiares”, disse o coronel Marcos Sampaio, comandante-geral da PM-AL.

Segundo o coronel, de maneira integrada, com grupos de trabalho na capital e interior, a PM atua com base no Manual de Ações Para Ocorrências durante a pandemia da Covid-19, editado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública. O objetivo é manter o efetivo informado sobre os principais protocolos de enfrentamento ao novo coronavírus.

Testes rápidos

Para profissionais sintomáticos após o 8º dia do início dos sintomas.

Agendamento: (82) 98833-9358 ou pelo WhatsApp (82) 99904-0315 (tenente-coronel QOS PM Joana D’Arc)

Atendimento psicológico on-line 

Fone: (82) 98833-4160 - Para os militares que atuam nas áreas do Comando de Policiamento da Capital (CPC) e da 3ª Área de Policiamento do Interior (CPAI-III)

Fone: 82) 98884-5363 - Para o efetivo da 1ª e da 2ª Áreas de Policiamento do Interior (CPAI-I e CPAI-II).

Os cidadãos alagoanos que utilizarem o Sistema de Ouvidoria de Alagoas (e-Ouv), agora terão mais um tipo de assunto para classificar sua manifestação. O Instituto de Tecnologia em Informática e Informação (Itec), por solicitação da Controladoria Geral do Estado (CGE), acrescentou no e-Ouv um novo campo com o assunto “COVID-19”, que especificará toda manifestação referente à pandemia mundial e seus reflexos em nosso estado.

A chegada coronavírus em Alagoas, em meados de março, tornou necessário um maior acompanhamento das manifestações recebidas pelas ouvidorias do poder executivo com os assuntos relacionados à Covid-19. Sempre obedecendo às recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e às orientações dos primeiros Decretos Estaduais, 69.501/2020 e 69.502/2020, que definem as medidas de enfrentamento ao coronavírus no âmbito do Estado.

Segundo a controladora-geral do Estado, Maria Clara Bugarim, esse novo campo facilita o acompanhamento em tempo real, pela população, e contribui para o controle social.

 “O campo com o assunto Covid-19 serve não só para facilitar a filtragem dos protocolos e o monitoramento específico das manifestações relacionadas a esta matéria pela Controladoria, como também possibilita que a sociedade acompanhe, em tempo real, através da sala de controle do referido sistema, o andamento e o tratamento dado pelos ouvidores a estas demandas, facilitando assim o controle social”, destacou.

O Sistema já contava com 17 assuntos, especificidades como “educação”, “saúde”, “cultura”, “infraestrutura” e o campo “outros”, para as manifestações às quais não seja possível classificar dentre os assuntos disponíveis.

“Nós do Itec estamos sempre a postos para contribuir com o Governo de Alagoas e a CGE e hoje principalmente na luta contra o coronavírus. A sala de controle é uma ferramenta que possibilita que dados brutos sejam entregues em informações detalhadas na forma de gráficos e índices, possibilitando uma ideia generalizada dos órgãos, em específico, e também por assuntos. Por isso, ela será fundamental nessa triagem que precisamos realizar sobre o panorama da Covid-19 junto aos serviços de ouvidoria” explicou o analista do Itec, Edson Alves.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e com o Painel Covid-19 de Alagoas, elaborado pela Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), os municípios de Satuba, Santa Luzia do Norte e Jequiá da Praia são os que apresentam atualmente as maiores taxas de incidência de pessoas contaminadas pela Covid-19 a cada 100 mil habitantes. Ou seja, os dados se referem ao volume de casos proporcionalmente ao tamanho da população.

Satuba, na região Metropolitana de Maceió, lidera o ranking. Com uma população estimada de aproximadamente 14 mil habitantes, o município tem hoje 116 casos confirmados, conferindo-lhe uma taxa de incidência de 838,9 pessoas contaminadas por cada 100 mil habitantes, segundo as estatísticas. Na sequência, aparecem Santa Luzia do Norte (740,1), também na região Metropolitana de Maceió, e Jequiá da Praia (449,1), na região Sul do estado.

A capital alagoana aparece em quinto lugar no ranking com um índice de 377,6 casos por 100 mil habitantes. Maceió tem atualmente uma população estimada de mais de 1 milhão de pessoas e 3.848 casos confirmados.

Dentre os bairros com o maior número de casos confirmados em Maceió, de acordo com o Painel Covid-19 de Alagoas, lideram o ranking: Jacintinho (259 casos), Benedito Bentes (225 casos), Jatiúca (224 casos) e Ponta Verde (223 casos).

ÓBITOS

Em relação à incidência dos óbitos por Covid-19 nos municípios alagoanos, Satuba mais uma vez lidera o ranking com uma taxa de 36,16 mortes por cada 100 mil habitantes, seguido por Campestre (28,84), Paulo Jacinto (26,44) e Jequiá da Praia (25,91). Maceió ocupa a nona colocação com 20,90 óbitos por cada 100 mil habitantes.

Nos bairros da capital alagoana, o Benedito Bentes é o que tem mais óbitos confirmados até o momento (18), seguido por Vergel do Lago, Ponta Grossa e Cidade Universitária (todos com 13 mortes).

Durante entrevista à rede televisiva CNN Brasil nessa segunda-feira (25), o governador Renan Filho enfatizou a importância do esforço conjunto entre a população e Governo no enfrentamento à pandemia. As autoridades têm pedido continuadamente que a população respeite as medidas de isolamento social enquanto o poder público amplia o número de leitos e aumenta a fiscalização em Maceió e no interior do estado.

“É fundamental que as pessoas colaborem com as medidas de isolamento social, porque somente elas, nesse momento, são capazes de evitar o adoecimento de muita gente ao mesmo tempo e, assim, o colapso da rede hospitalar. O Estado fez um esforço grande nos últimos 60 dias dessa pandemia para chegarmos a mil novos leitos no último final de semana”, disse Renan Filho.

“Nós esperamos que a população colabore, porque aqui estamos agindo de duas maneiras neste momento: por um lado, o Estado aumenta a fiscalização e amplia a rede de oferta de saúde com novos leitos clínicos e de UTI e, por outro lado, pede ao cidadão que colabore com as medidas de isolamento social e exige alguns procedimentos como o uso de máscara”, reforçou  o governador.

Levantamento do Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca, aponta uma redução nos atendimentos a vítimas de agressão com arma de fogo e arma branca. A queda de 26% está diretamente relacionada às medidas restritivas de isolamento social, por conta da pandemia do novo coronavírus.

Entre os dias 20 de março e 24 de maio foram atendidas 47 pessoas, sendo 30 vítimas de agressão com arma branca e 17 pacientes por agressão com arma de fogo. No mesmo período do ano passado, o HEA recebeu 64 pessoas, sendo 19 pacientes atendidos por agressão com arma de fogo e 45 com ferimentos provocados por agressão com arma branca (faca ou facão).

Para a gerente-geral do HE do Agreste, Bárbara Fernanda Albuquerque, os números mostram que a manutenção do isolamento nas cidades do Agreste está obtendo resultados positivos na queda dos atendimentos às vítimas de violência. “O isolamento social tem sido importante por contribuir para frear a disseminação do novo coronavírus, bem como, para reduzir a violência”, salientou.

Covid-19 – Já em relação ao atendimento às vítimas de infecção pela Covid-19, o maior hospital público do interior de Alagoas atendeu nas últimas 24 horas uma pessoa com problemas de crise respiratória aguda.

Dos 47 leitos para tratamento de pacientes com Covid-19, sendo 12 de UTI e 35 leitos clínicos, atualmente a taxa de ocupação é de 94%, e o governo estadual deve abrir novos leitos ainda nesta semana

Neste momento de pandemia do novo coronavírus, são essenciais os cuidados com a saúde mental dos profissionais que estão atuando na assistência aos pacientes infectados pela Covid-19. Com base neste princípio, o Hospital Metropolitano disponibiliza plantões psicológicos para conceder suporte aos técnicos que apresentem algum problema emocional.

A ação representa uma medida de humanização das atividades laborais, buscando a valorização da equipe multidisciplinar envolvida no atendimento aos pacientes com a Covid-19. Com isso, o Plantão Psicológico funciona como ajuda para melhoria na qualidade de vida, tanto no âmbito pessoal quanto profissional, com um espaço de acolhimento e segurança para o colaborador.

Em relação aos pacientes, o Hospital Metropolitano dispõe de uma equipe de psicologia hospitalar, que atua com ações psicoterapêuticas para eliminar, diminuir ou prevenir riscos à saúde mental. Isso porque, durante o período em que estão internados com a Covid-19, os pacientes podem ficar deprimidos, uma vez que as visitas presencias são vetadas, diante do alto grau de contágio do novo coronavírus.

“A humanização hospitalar é essencial e precisamos ser empáticos com os pacientes e profissionais para que possamos passar por esse que é o maior desafio de nossa geração. São ações direcionadas pelo governo do Estado para cuidar da saúde mental dos nossos colaboradores, que estão engajados neste trabalho de enfrentamento à Covid-19”, destacou Marcos Ramalho, secretário Executivo de Ações em Saúde, que também responde pela direção do Hospital Metropolitano.

O Hospital

Inaugurado no dia 15 de maio, o equipamento de saúde disponibiliza 160 leitos exclusivos para tratamento da Covid-19, sendo 30 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 130 de enfermaria. Além da estrutura com respiradores, monitores multiparâmetro e bombas de infusão, entre outros equipamentos, o Hospital Metropolitano permite a realização de exames de tomografia computadorizada – procedimento imprescindível para investigação de doenças respiratórias.

O Governo do Estado libera o pagamento dos salários referentes ao mês de maio, nesta sexta-feira (29), para os servidores públicos incluídos na primeira faixa salarial. Recebem os funcionários que possuem vencimentos até R$ 2.562,00.

A Secretaria de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz-AL) informa que esta remuneração contempla mais de 62% do total de servidores ativos e inativos do Estado.