Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quarta, 17 Fevereiro 2016 19:38
ZIKA ZERO

Ministério da Educação lança sexta-feira campanha nacional em Arapiraca

Mobilização contra o Aedes aegypti será realizada sexta-feira (19), às 10h, durante inauguração da escola de ensino integral Isaura Antônio de Lisboa

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
MEC quer envolver toda a comunidade educacional em ações específicas para combater o mosquito transmissor. MEC quer envolver toda a comunidade educacional em ações específicas para combater o mosquito transmissor. (Foto: Divulgação)
Texto de Fabiana De Mutiis

O Ministério da Educação (MEC) lança a campanha Zika Zero, na próxima sexta-feira (19), às 10h, no município de Arapiraca, durante a inauguração da escola de ensino integral Isaura Antônio de Lisboa. É mais uma medida para acabar com o mosquito Aedes aegypti, que transmite a dengue, febre chikungunya e o vírus zika, esse último relacionado a casos de microcefalia.

O MEC quer envolver toda a comunidade educacional em ações específicas para combater o mosquito transmissor. Serão realizadas ações em todo país no dias 19 e 26 de fevereiro e dia 4 de março. Em Alagoas, o Comitê de Combate ao Aedes aegypti visitará, a partir de segunda-feira (22), 30 escolas da rede estadual de Maceió e outras oito unidades de Rio Largo para levar informações aos estudantes e mostrar como se identifica as larvas.

O comitê é composto pelas Forças Nacionais, como Exército e Marinha, além da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Cruz Vermelha, Polícia Militar, Secretarias de Estado da Saúde e da Educação.  A rede estadual atende a mais de 190 mil alunos que serão multiplicadores de informação.

O secretário da Educação, Luciano Barbosa, diz que é preciso mobilizar alunos e professores e discutir intensamente sobre o problema da zika.

“Vamos demonstrar que é preciso que cada um faça a sua parte para que nós possamos vencer o mosquito. As autoridades sanitárias têm dito que 80% dos focos do mosquito Aedes aegypti estão exatamente dentro das casas das pessoas. É de suma importância que todos se envolvam para que possamos nos livrar do vírus da zika que causa a microcefalia e pode comprometer toda uma geração”, afirmou.