Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Terça, 16 Fevereiro 2016 14:50
REFERÊNCIA

Reencontros e euforia dos novos alunos marcam 1º dia de aula do Colégio Tiradentes

Maior desafio da instituição em 2016 é manter histórico de referência no ensino na rede pública em Alagoas

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Colégio mantém a tradição de ser referência entre os melhores entre as escolas públicas estaduais, tanto no Ídeb quanto no Enem. Colégio mantém a tradição de ser referência entre os melhores entre as escolas públicas estaduais, tanto no Ídeb quanto no Enem. (Foto: Ascom/PMAL)
Texto de Regina Carvalho

A semana começou com muita alegria no Colégio da Polícia Militar Tiradentes. Após reestruturação de suas instalações, o início do ano letivo de 2016 foi marcado pelo reencontro dos antigos alunos e a euforia daqueles que ingressam na unidade de ensino.

Em Alagoas, o colégio mantém a tradição de ser referência entre os melhores entre as escolas públicas estaduais, tanto no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) quanto no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

O colégio dispõe atualmente de turmas do 6º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio, totalizando 685 alunos. A equipe técnica e pedagógica é formada por profissionais da educação e militares graduados e pós-graduados em áreas correlatas à proposta pedagógica.

A receita do sucesso envolve muitos fatores e começa pela seriedade com que a Polícia Militar encara a educação. Além das atividades curriculares, o projeto educacional prioriza a conscientização do indivíduo como cidadão e agente transformador para a construção da paz social.

“No decorrer do ano desenvolvemos várias atividades que alicerçam o conteúdo visto em sala de aula, pois estimulamos a integração destes conhecimentos ao cotidiano vivenciado pelo aluno. Feiras de Ciências, festival de teatro, viagens de estudos, enfim, buscamos motivar nosso corpo discente. E nossos índices comprovam o sucesso deste método de trabalho”, afirmou o tenente-coronel Carlos Azevedo, diretor do Colégio Tiradentes.

Durante formatura, a aluna Adriana, 11 anos, filha de militares, buscava, a cada comando de ordem unida verificar a novidade que surgia no pátio da unidade de ensino. “Ainda não sei direito a ordem unida, mas meu pai vai me ensinar. Sempre sonhei em estudar aqui, acho lindo o uniforme e os cabelos arrumados”, declarou a nova ingressa, no momento que mostrava o brilho de seus sapatos.

Elisângela, 18 anos, aproveitou a solenidade para rever os amigos que deixou na instituição. “Fiz muitos amigos aqui; hoje frequento uma universidade e sei que a base que tive foi graças ao Colégio Tiradentes”, ressaltou a universitária.