Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas

 

 

Quinta, 23 Junho 2016 18:14

Modernização

Procuradoria-Geral Estado terá plano de gestão de qualidade

Proposta de criação de comitê para obtenção de ISSO 9001

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Trabalho será feito para que a PGE aplique o modelo de gestão da qualidade da Seplag e nos critérios de excelência do Modelo de Excelência da Fundação Nacional da Qualidade Trabalho será feito para que a PGE aplique o modelo de gestão da qualidade da Seplag e nos critérios de excelência do Modelo de Excelência da Fundação Nacional da Qualidade Ascom/PGE
Texto de Alexandre Lino

A Procuradoria-Geral do Estado participará do sistema colaborativo de gestão da qualidade que está sendo construído pelo Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag). O assunto foi ponto de uma reunião entre o procurador-geral, Francisco Malaquias, a superintendente de Modernização da Gestão, Adriana Maia e a assessora especial da Seplag, Karina Ribeiro.

 

 O trabalho será feito no sentido em que a PGE aplique o modelo de gestão da qualidade da Seplag, baseado na NBR 9001:2008 e nos critérios de excelência do MEG – Modelo de Excelência da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ). Nas próximas semanas, será montado um comitê gestor para em seguida o início das capacitações.

 

De acordo com o procurador-geral, a PGE já tem um trabalho iniciado na busca pela padronização das rotinas, pois muitos dos processos têm o mesmo modelo, alterando-se apenas os autores, como é o caso das aposentadorias ou das execuções fiscais. Ele avalia que a ISO 9001:2008 será uma ferramenta de qualidade no aprimoramento das rotinas de trabalho, beneficiando o servidor e também o cidadão.

 

“Podemos criar uma sistemática de operação para sabermos o passo a passo do fluxo de processos, evitando-se o desperdício de energia física e elétrica, sem esquecer que acabamos assim com o retrabalho. Com isso, otimizamos também o tempo de quem aqui trabalha ou nos procura”, afirmou, destacando que muitos procuradores tem interesse no debate.

 

De acordo com a superintendente de Modernização da Gestão, Adriana Maia, a meta do governo é criar uma gestão eficaz que beneficie não só o Estado, mas todo o povo alagoano, no sentido de surgimento de uma nova Alagoas. “O sucesso de uma organização depende de seu sistema de gestão da qualidade. E é justamente por este motivo que outros órgãos também precisam se adequar ao modelo. A otimização de processos e a melhora contínua já fazem parte dos princípios da Seplag”, analisou.

 

Segundo ela, os benefícios são vistos na prática, no ganho de tempo, no esclarecimento das ações e com a padronização de processos, o que contribuem para que as coordenações se certifiquem de que as tarefas serão desempenhadas com eficácia e de forma satisfatória. Ela explicou, ainda, que entre outras questões, o sistema de gestão de qualidade pode definir como será o controle de documentos e registros; a responsabilidade da direção em conduzir processos; ajuste do foco voltado ao cliente dentro do planejamento do sistema de administração, entre outros objetivos.