Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Segunda, 25 Janeiro 2016 16:22

Secretário e prefeito debatem alternativas para reabertura de matadouro

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Matadouro municipal, interditado desde o primeiro semestre de 2014 por inadequações sanitárias e ambientais. Matadouro municipal, interditado desde o primeiro semestre de 2014 por inadequações sanitárias e ambientais. Foto: Petrônio Viana

O secretário de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, Álvaro Vasconcelos, e o prefeito de São Luiz do Quitunde, Gilson Lima, estiveram reunidos na manhã desta segunda-feira (25) para debater alternativas para reabertura do matadouro municipal, interditado desde o primeiro semestre de 2014 por inadequações sanitárias e ambientais.

 

Gilson Lima contou que o matadouro tem instalações relativamente novas, tendo sido construído em 2007. “As instalações não são antigas, mas precisam de adaptação à legislação atual para poder reabrir. Estamos estudando firmar uma parceria com uma empresa privada para garantir a prestação do serviço. A situação do município com relação ao abate de animais, hoje, é crítica. Estamos tendo uma despesa grande para realizar a atividade no município de Porto Calvo e a população é quem acaba sendo prejudicada”, lamentou o prefeito.

 

Na reunião, o prefeito ouviu orientações do secretário quanto à busca por uma Parceria Público-Privada (PPP) e para retirada do selo do Serviço de Inspeção Municipal (SIM), caso a parceria não seja viabilizada.

 

“Caso a prefeitura deseje manter a administração do matadouro, nós recomendamos que ela procure o Instituto do Meio Ambiente para dar entrada no SIM. Com o selo, a prefeitura tem autonomia para prestar o serviço de abate dentro do próprio município, sem negociar com outras cidades. Para isso, seria necessário procurar a Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária (Adeal) para buscar um selo do Serviço de Inspeção Estadual (SIE)”, explicou Álvaro Vasconcelos. 

 

Texto e foto: Petrônio Viana