Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas

 

 

Sexta, 10 Junho 2016 16:10

AÇÃO

95% da população carcerária é atendida pela campanha contra H1N1

Quase cinco mil doses foram aplicadas em servidores e reeducandos; gerência de saúde realiza ainda o tratamento de internos

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Durante a ação, iniciada em abril, 4.976 doses foram aplicadas, sendo 3.527 em custodiados Durante a ação, iniciada em abril, 4.976 doses foram aplicadas, sendo 3.527 em custodiados Ascom Seris
Texto de Mayara Wasty e Janaina Marques

A campanha de imunização contra H1N1 mobilizou o país inteiro. Ciente da importância da vacinação para a prevenção de doenças, a Secretaria de Ressocialização e Inclusão Social (Seris) mobilizou uma equipe para imunizar reeducandos e servidores. Iniciada no dia 25 de abril, a campanha chegou ao fim na última quinta-feira (9), no sistema penitenciário alagoano, tendo uma cobertura de 95% da população carcerária.

 

Durante a ação, iniciada em abril, 4.976 doses foram aplicadas, sendo 3.527 em custodiados (2.734 das unidades da capital e 793 do Presídio do Agreste). Além dos internos, 1.200 em servidores da instituição e 249 em colaboradores da Empresa Reviver, responsável pela co-gestão da unidade prisional do Agreste, foram contemplados.

 

Para disseminar a campanha e propiciar celeridade, a Gerência de Saúde da Ressocialização firmou parceria com a Prefeitura Municipal de Maceió e de Girau do Ponciano para imunizar os servidores penitenciários e custodiados de todas as unidades prisionais de Alagoas. A gerente de saúde, Larissa Vital, lembra que ambientes fechados e com grande aglomeração de pessoas são locais propícios para a proliferação do vírus H1N1.

 

“Os profissionais do sistema prisional tiveram prioridade na vacinação por estarem dentro do grupo de risco em razão da vulnerabilidade do ambiente de reclusão. Para atender a demanda, montamos um cronograma de ação para prevenir servidores e apenados. Nossa meta era imunizar o maior número de pessoas possíveis", comentou Larissa.

 

Além das campanhas do governo federal, a gerência de saúde desenvolve trabalhos preventivos e, havendo necessidade, realiza o tratamento dos reeducandos com enfermidades. Existe, ainda, o Núcleo de Atenção Psicossocial ao Servidor Penitenciário, que disponibiliza atendimentos nas áreas médica, odontológica, psicossocial e religiosa.