Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Sexta, 27 Maio 2016 15:12
INCLUSÃO PELA LEITURA

Livros doados contribuem com a ressocialização dos custodiados

Iniciativa da Associação de Proteção e Assistência Carcerária incentiva o hábito da leitura dentro dos presídios

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Leitura ameniza a ausência de liberdade e do convívio familiar Leitura ameniza a ausência de liberdade e do convívio familiar Jorge Santos
Texto de Mayara Wasty

A leitura é uma importante ferramenta no processo de ressocialização dos reeducandos. O acesso ao conhecimento garante aos custodiados a oportunidade de recomeçarem a vida com dignidade. Como forma de incentivar a leitura, o complexo prisional mantém bibliotecas com centenas de obras, que vão desde conhecimentos específicos até literatura.

 

Nesta semana, a Secretaria de Ressocialização e Inclusão Social (Seris) recebeu dezenas de livros didáticos da Associação de Proteção e Assistência Carcerária (Apac). A iniciativa proporciona mais opções aos reeducandos, além de incentivar o hábito da leitura, que já é disseminado pelos servidores penitenciários.

 

“A leitura é sempre incentivada em sala de aula. Com a oferta de livros da biblioteca queremos que esse trabalho os leve à reintegração social e lhes proporcione o retorno à cidadania”, salienta a supervisora de Educação da Seris, Genizete Tavares.

 

A supervisora afirma ainda que a leitura é capaz de levar o reeducando para lugares fora do cárcere, acabando com a limitação no qual se encontra. “A leitura é um caminho para amenizar a ausência de liberdade e do convívio familiar”, conclui.

 

Quem tiver o interesse de doar livros para o acervo do sistema prisional, basta procurar a Secretaria de Ressocialização e Inclusão Social no endereço: Av. Fernandes Lima, nº 1322, Farol, em Maceió.