Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas

 

 

Sexta, 23 Abril 2021 13:15

Assistência técnica

Renan Filho anuncia concurso para a Emater com cerca de 100 vagas

Anúncio ocorreu durante o lançamento do Programa Planta Alagoas, que vai distribuir mil toneladas de sementes de milho, feijão, sorgo e arroz

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
A solenidade de lançamento do Programa Planta Alagoas aconteceu nesta sexta, no Palácio República dos Palmares A solenidade de lançamento do Programa Planta Alagoas aconteceu nesta sexta, no Palácio República dos Palmares Márcio Ferreira
Texto de Severino Carvalho

O governador Renan Filho anunciou, na manhã desta sexta-feira (23), durante o lançamento do Programa Planta Alagoas, que o Estado vai promover concurso público para a Emater (Instituto de Inovação para o Desenvolvimento Rural Sustentável de Alagoas). Ele disse que ainda está finalizando as discussões para a realização do certame, mas revelou que a previsão é de que sejam destinadas, aproximadamente, 100 vagas para a área da assistência técnica agrícola.

“Depois de muitos anos sem concurso público para a área da Agricultura em Alagoas, o Estado voltará a fazer concurso para focar no fortalecimento da produção da agricultura familiar, porque essa é uma das principais vocações para o sustento das pessoas que residem nas zonas rurais dos municípios e, em nosso caso, são muitas as famílias que precisam desse auxílio”, disse Renan Filho.

Ele revelou, ainda, que a realização do certame foi um pedido feito diretamente pelo senador Renan Calheiros para que incluísse a Emater no robusto ciclo de concursos públicos já anunciado pelo Governo do Estado, que vai abrir, entre 2021 e 2022, cerca de seis mil vagas no serviço público, sobretudo nas áreas da Saúde, Educação e Segurança Pública.

“Será um concurso bem importante para que a gente, além da mecanização da agricultura familiar, da distribuição de sementes, ofereça também assistência técnica de qualidade e com técnicos com uma carreira estabelecida de estado. Nosso objetivo é de estar cada vez mais próximo do agricultor familiar para garantir avanços na geração de emprego e de renda e a permanência do homem no campo”, acrescentou Renan Filho.

Planta Alagoas

Márcio Ferreira

O lançamento do Programa Planta Alagoas foi realizado no Auditório Aqualtune do Palácio República dos Palmares, em cerimônia restrita por causa da pandemia da Covid-19, transmitida pelos canais oficiais do Governo de Alagoas. Renan Filho e o secretário de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, Maykon Beltrão, fizeram a primeira entrega de sementes durante a solenidade a representantes da reforma agrária, da agricultura familiar e indígenas.

Ao todo, serão distribuídas em Alagoas mil toneladas de milho, feijão, sorgo e arroz a 50 mil beneficiários, entre agricultores familiares, assentados e acampados da reforma agrária, quilombolas e indígenas.

“Já iremos de imediato iniciar a distribuição das sementes. É de suma importância esse programa para o pequeno produtor, porque reduz os custos, através do plantio”, afirmou o secretário.

Com um investimento de R$ 13 milhões, o Programa Planta Alagoas contará com uma nova e moderna ferramenta de monitoramento, o aplicativo Agro Perto, um APP que acompanhará o ritmo de plantio e os resultados agronômicos das culturas, levando em consideração a produção, hectares plantados, produtividade, renda média e custo-benefício do valor aplicado.

Integrante da coordenação nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e assentada da reforma agrária, Débora Nunes destacou a importância do Programa Planta Alagoas, sobretudo na atual conjuntura socioeconômica desfavorável vivida pelo país.

"Tudo aquilo vier no sentido de fomentar, estimular e fortalecer a agricultura familiar é essencial, em especial para o nosso estado, que tem características agrárias muito fortes, um contingente significativo de agricultores familiares, em especial na conjuntura que estamos vivendo. O Brasil voltou ao mapa da fome e, sem sombras de dúvida, quem está no campo são os indígenas, quilombolas, assentados da reforma agrária, acampados e pequenos agricultores que têm a função de produzir o alimento que vai chegar à mesa de todos”, avaliou Débora.

Entrega de veículos

Márcio Ferreira

Ainda durante a solenidade, o governador, o secretário de Agricultura e o presidente da Emater, Adalberon Sá Júnior, fizeram a entrega de 20 novos veículos que irão auxiliar no transporte dos técnicos do Instituto de Inovação para o Desenvolvimento Rural Sustentável de Alagoas, em todas as regiões do estado.

Os recursos financeiros para a compra (R$ 906.086,60) foram captados pela Emater por meio de um convênio com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). “A Emater será parceria desse programa (Planta Alagoas), fornecendo assistência técnica a todos que precisarem. Os novos veículos chegam para auxiliar na locomoção dos nossos técnicos, dando-lhes mais conforto”, observou Maykon Beltrão.

Ao todo, serão fornecidos 41 veículos. Os outros 21 já estão em fase final de aquisição e a entrega deve ocorrer em breve.

Prestigiaram, ainda, a solenidade os deputados federais Marx Beltrão e Paulo Fernando dos Santos, o “Paulão”; os estaduais Silvio Camelo e Yvan Beltrão; o presidente da Associação dos Municípios Alagoanos (AMA), Hugo Wanderley; a secretária de Estado de Prevenção à Violência, Esvalda Bittencourt; o presidente do Instituto de Terras de Alagoas (Iteral), Jaime Silva; o chefe-geral da Embrapa Alimentos e Territórios, João Flávio Veloso, dentre outras autoridades.