Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quinta, 28 Janeiro 2021 18:03
CICLO DE CONCURSOS

Governo de Alagoas divulga hoje (28) autorização de concurso para policiais penais

Certame prevê 300 vagas para o provimento de cargos na Secretaria de Estado da Ressocialização

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Previsão é que os editais dos concursos anunciados pelo Governo do Estado sejam divulgados entre abril e junho deste ano Previsão é que os editais dos concursos anunciados pelo Governo do Estado sejam divulgados entre abril e junho deste ano Reprodução
Texto de Minne Santos

O Governo de Alagoas autoriza ainda nesta quinta-feira (28) o concurso público para provimento de cargos na Secretaria de Estado da Ressocialização (Seris), certame que faz parte do ciclo de concursos planejados para 2021. A publicação estará disponível na edição suplementar do Diário Oficial (DOE).

Realizado por meio da Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag), o concurso vai contemplar um conjunto de 300 vagas para a carreira de policial penal, antigo cargo de agente penitenciário. O último certame para área havia sido realizado em 2006.

“A ideia é trazer uma nova geração que, sem dúvidas, vai cumprir um papel muito significativo para a área de ressocialização do Estado. Esperamos selecionar um quadro importante e dar ainda mais gás em projetos estratégicos que, com todo o empenho dos servidores da Seris, já têm sido destaque na administração pública local”, pontua o secretário titular da Seplag, Fabrício Marques Santos.

De acordo com ele, a expectativa é que os editais dos concursos anunciados sejam divulgados entre abril e junho de 2021, com convocações previstas para o fim do ano e começo de 2022.

“Com esse ciclo novo de certames, estamos preparando Alagoas para uma nova fase no que diz respeito à prestação de serviço público. Por isso, temos trabalhado com muita dedicação para organizar concursos transparentes e sólidos e trazer, por meio deles, os melhores quadros de servidores pro nosso Estado”, complementa.