Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas

 

Quarta, 26 Agosto 2020 08:23

REFERÊNCIA

PGE autoriza licitação para reforma e ampliação do Hospital Helvio Auto

Hospital será o único na rede pública a ter sistema de pressão negativa

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Hospital terá sua UTI ampliada Hospital terá sua UTI ampliada Ana Paula Tenório
Texto de Ana Paula Tenório

Em despacho publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) do dia 21 de agosto, a Procuradoria Geral do Estado aprovou o certame licitatório para a realização das obras de reforma e ampliação do Hospital Escola Dr. Helvio Auto. As obras incluem a ampliação da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de sete para dez leitos, a adequação do sistema de climatização, e o insuflamento de ar e exaustão mecânica (pressão negativa) em unidades e consultórios.

A demanda vem sendo tratada entre a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), a reitoria da Uncisal e a gerência do Helvio Auto desde o início deste ano. O projeto ganhou força com o advento da pandemia de Covid-19, visto a necessidade de aumento de capacidade da UTI para atender a quantidade de pacientes com doenças infectocontagiosas, além da instalação do sistema de exaustão mecânica de ar (pressão negativa), uma vez que este é o único hospital do estado referência para o tratamento de doenças infectocontagiosas tanto para a rede pública quanto a privada.

A pressão negativa é uma técnica de isolamento usada em hospitais e centros médicos para prevenir contaminações de um quarto a outro. Ela conta com um sistema de ventilação de alta tecnologia que gera pressão negativa para permitir que o ar flua para dentro da sala de isolamento, mas não escape do quarto. Esta técnica é usada para isolar pacientes com doenças contagiosas por vias aéreas.

Este tipo de exaustão é mantido por um sistema de ventilação que remove mais ar da sala do que permite entrar no recinto. Num quarto com pressão negativa, a direção do fluxo de ar é do exterior do quarto para o interior do quarto. Por isso ele impede que o ar de dentro do quarto escape para o corredor evitando a contaminação do mesmo.

“O aumento dos leitos de UTI, assim como a instalação da pressão negativa, é uma demanda muito antiga do hospital. Ao final da obra, teremos 29 leitos com pressão negativa, o que representa uma vitória muito grande, um ganho inestimável para a qualidade da assistência prestada aos nossos pacientes, assim como uma medida de segurança indispensável para prevenir a contaminação entre os internos e resguardar a saúde de nossos profissionais”, declarou Alceny Pereira, gerente de Gestão Hospitalar do Helvio Auto.

Após algumas visitas técnicas para avaliação do espaço, os engenheiros da Sesau elaboraram o projeto arquitetônico para reforma e o anexaram ao processo. Todo o projeto foi feito de acordo com a orientação técnica da Assessoria de Serviços de Engenharia e Arquitetura da Sesau. O processo segue agora para a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) para a conclusão do trâmite processual.