Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quinta, 06 Agosto 2020 17:40
Auxílio

Iteral e movimentos sociais discutem plano emergencial para a agricultura familiar

Reunião ocorreu na sede do Iteral nesta quinta-feira (6)

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Governo de Alagoas mantém canal de comunicação com movimentos sociais do campo Governo de Alagoas mantém canal de comunicação com movimentos sociais do campo Helciane Angélica Santos Pereira
Texto de Helciane Angélica Santos Pereira

 O diretor presidente do Instituto de Terras e Reforma Agrária de Alagoas (Iteral), Jaime Silva, recebeu, nesta quinta-feira (06), a visita do secretário de Estado de Agricultura, João Lessa, e do superintendente de Irrigação e Unidades Avançadas,Rodrigo Araújo. Eles discutiram o Plano Emergencial para a agricultura familiar, protocolado por sete movimentos sociais do campo, e a defesa da reforma agrária.

O documento busca garantir a permanência dos trabalhadores rurais nos acampamentos e assentamentos de forma segura e com trabalho digno durante esse período crítico de pandemia e pós período de isolamento, principalmente, quanto à garantia da geração de renda e a integração entre o campo e a cidade, através da produção de alimentos saudáveis e do abastecimento popular para famílias em áreas vulneráveis.

As proposições - Criação de um Crédito Emergencial de Fomento para Produção de Alimentos Saudáveis; Construção de um programa especial para beneficiamentos; Operacionalização do Programa de Compra Direta; Definição de uma Política Estadual de Compra Institucional; Aquisição e regularização de terras; Suspensão das reintegrações de posses; e Retomada do Comitê Estadual de Mediação de Conflitos Agrários.

Durante a reunião, os gestores da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura (Seagri) apresentaram as ações do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) do Governo do Estado para este ano e a importância do aplicativo Agro+Perto: ferramenta facilitadora na organização e cadastramento de produtores, cooperativas e associações; além do planejamento de safra coletiva e compras governamentais.

O secretário João Lessa definiu a criação de um grupo de trabalho composto por técnicos da Seagri e Iteral, além de representantes dos movimentos para apresentar uma proposta que instrua um recurso específico dentro do PAA a ser destinado aos assentados e acampados, para que possam se organizar e fazer o escoamento da produção prioritariamente para a merenda escolar. Deverá ser dimensionada a quantidade de famílias e as regiões administrativas destinadas à organização das centrais de beneficiamento a exemplo das casas de farinha e do mel.

O diretor presidente do Iteral, Jaime Silva, afirmou que o Governo de Alagoas tem mantido um canal de comunicação constante com as lideranças, e defendeu o retorno imediato da Comitê Estadual mesmo de forma online para não comprometer a tramitação das demandas.  “O Iteral dialoga de forma positiva com os movimentos sociais do campo porque o fortalecimento da agricultura familiar é uma das prioridades do Governo do Estado. Conseguimos suspender várias reintegrações de posse, e também, defendemos o retorno do Comitê Estadual, porque muitas problemáticas podem ser solucionadas neste colegiado”, declarou Jaime Silva.

Participaram do encontro - coordenadores estaduais da Comissão Pastoral da Terra (CPT); Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST); Movimento de Libertação dos Sem Terra (MLST); Movimento Terra, Trabalho e Liberdade (MTL); Movimento de Luta pela Terra (MLT); Movimento Unidos pela Terra (MUPT) e Movimento Terra Livre. A atividade seguiu todas as normas de segurança contra a Covid-19(coronavírus) com a utilização de máscaras, dispenser com álcool em gel e distanciamento entre as cadeiras.