Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Terça, 19 Maio 2020 18:22
decreto emergencial

PM intensifica fiscalizações em cidades do Norte de AL

Militares flagraram estabelecimentos não essenciais funcionando e outros em desacordo com as determinações para o distanciamento social

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Durante a ação, os militares o efetivo percorreram ruas de Maragogi, Japaratinga, Porto Calvo, Matriz de Camaragibe, São Luís do Quitunde, Porto de Pedras, Passo de Camaragibe e São Miguel dos Milagres Durante a ação, os militares o efetivo percorreram ruas de Maragogi, Japaratinga, Porto Calvo, Matriz de Camaragibe, São Luís do Quitunde, Porto de Pedras, Passo de Camaragibe e São Miguel dos Milagres Ascom PM
Texto de Ascom PM

Equipes do 6º Batalhão de Polícia Militar (BPM) e do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) intensificaram as ações de fiscalização para o cumprimento ao Decreto de Situação de Emergência do Governo de Alagoas em municípios da região Norte do Estado. A iniciativa tem o principal objetivo de conter o avanço da transmissão do novo coronavírus.

Durante a ação desta terça-feira (19), que contou com a participação do comandante e do subcomandante do 6º BPM - tenente-coronel Eliezer Roosevelt e major Markel Fortes, respectivamente -, o efetivo percorreu ruas de Maragogi, Japaratinga, Porto Calvo, Matriz de Camaragibe, São Luís do Quitunde, Porto de Pedras, Passo de Camaragibe e São Miguel dos Milagres, orientando os proprietários de estabelecimentos comerciais sobre as determinações estabelecidas para o funcionamento regular durante a pandemia.

Os trabalhos fazem parte da Operação Controle, que vem sendo desenvolvida desde a vigência do decreto governamental e é coordenada pelo Comando de Policiamento do Interior (CPI). Hoje, os militares flagraram estabelecimentos não essenciais funcionando e outros, permitidos a funcionar, em desacordo com as determinações para o distanciamento social, como, por exemplo, lojas de roupas e lanchonetes permitindo a venda e o consumo no local. No total, nove ocorrências foram registradas e os proprietários foram orientados a fechar os estabelecimentos.

Não foram registrados casos onde os donos insistiram em continuar com os estabelecimentos abertos, mas, caso isso aconteça durante a vigência do decreto, eles poderão ser autuados pelos crimes de desobediência e por infringir determinação do poder público destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa, que estão previstos no Código Penal.

No total, participaram mais de 30 policiais militares distribuídos em oito viaturas, além de agentes das Guardas Municipais e das Vigilâncias Sanitárias das cidades.

Nas ações que estão sendo realizadas pela Polícia Militar, também está sendo averiguada a utilização de máscaras por parte das pessoas que estão nas ruas, em lojas, em casas lotéricas, dentro outros. Caso haja descumprimentos, a população está sendo orientada quanto à obrigatoriedade do uso do equipamento de proteção individual. Caso contrário, as pessoas também podem sofrer sanções conforme estabelecido pelo decreto do governo estadual.

“Estamos fazendo um trabalho de conscientização, pois muitos ainda não sabem da gravidade pela qual estamos vivendo. Houve um aumento grande no número de casos da Covid-19 em nossa área de atuação, e o que mais queremos é que tudo isso passe o mais rápido possível. Para isso, precisamos contar com o apoio da população e, consequentemente, não tenhamos que tomar decisões que levem a determinadas sanções administrativas e/ou criminais”, afirmou o tenente-coronel Eliezer, reforçando que as fiscalizações vão continuar até a vigência do decreto.

E a população pode ajudar ficando em casa e/ou denunciando possíveis descumprimentos.

Basta ligar:

190 - para flagrante de funcionamento irregular de estabelecimentos comerciais não listados no decreto como serviço essencial;

181 (Disque-denúncia) - para ações que foram divulgadas para ocorrer, como um show;

Ou ainda para o Copom do 6º BPM: (82) 3296-1644.