Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quarta, 08 Abril 2020 16:19
CORONAVÍRUS

Estado antecipará inauguração dos três hospitais regionais para enfrentar a Covid-19

Alagoas terá, em breve, 500 novos leitos de retaguarda e 270 de UTI para o tratamento da doença; número é o dobro do que existia antes da pandemia

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Anúncio foi feito durante visita ao hospital de campanha do Ginásio do Sesi, que será aberto na próxima semana Anúncio foi feito durante visita ao hospital de campanha do Ginásio do Sesi, que será aberto na próxima semana Márcio Ferreira
Texto de Severino Carvalho e Nigel Santana

Em visita às instalações do hospital de campanha que está sendo erguido no Ginásio do Sesi, em Maceió, o governador Renan Filho anunciou, nesta quarta-feira (08), que vai antecipar a inauguração dos três hospitais regionais do Estado, a começar pelos que estão com obras em estágio mais avançado: os de Porto Calvo, na região Norte, e União dos Palmares, na Zona da Mata. As datas das entregas serão informadas na próxima semana.

A medida de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus se soma à inauguração do Hospital Metropolitano, que também foi antecipada para o dia 15 de maio. O Hospital da Mulher, inaugurado em setembro do ano passado pelo Governo do Estado, já foi transformado em centro de referência para o tratamento da Covid-19.

Renan Filho destacou que todo o estado terá, em breve, 500 novos leitos de retaguarda (clínicos) e 270 de UTI para o tratamento da Covid-19. Para se ter uma ideia, trata-se do dobro de leitos de Unidade de Terapia Intensiva que existiam em Alagoas antes da pandemia. O Estado também contratou leitos nas redes privada e filantrópica para enfrentar o avanço do coronavírus.

Além da estrutura no Ginásio do Sesi, que será entregue na próxima semana, um outro hospital de campanha começa a ser instalado no domingo (12) no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, no Jaraguá.

“Trata-se de uma remodelagem praticamente completa para enfrentar essa pandemia que é, sem dúvida, a maior crise da nossa geração. Não é uma crise de saúde, apenas. É uma crise de saúde que leva as pessoas à morte e uma crise que vem debilitando muitos segmentos de nossa sociedade, dificultando a economia e a vida das pessoas de maneira geral”, disse o governador.

Renan Filho recordou que o Estado prorrogou o decreto de situação de emergência, mantendo as medidas de isolamento social até 20 de abril e a suspensão das aulas nas redes pública e privada até 30 deste mês. “Até lá, vamos identificar qual a melhor estratégia. Tenho conversado muito com o setor produtivo para a gente encontrar um caminho que garanta salvar a vida das pessoas e ofereça tratamento à altura que o momento exige, gerando o menor impacto à economia. Precisamos sair dessa com capacidade de voltar a crescer. O desafio é grande”, reconheceu.

Máscaras para a população – Durante a visita ao hospital de campanha no Sesi, Renan Filho anunciou que o Governo do Estado lança, ainda esta semana, um edital para compra de máscaras de proteção que serão distribuídas à população. Respiradores também estão sendo adquiridos, por meio de compras coletivas do Consórcio Nordeste.

Inspeção no interior – O governador e o secretário de Saúde, Alexandre Ayres, inspecionam, nesta quinta-feira (9), leitos destinados ao enfrentamento da Covid-19 no interior do estado, nos municípios de Arapiraca, Coruripe e Penedo.