Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quarta, 08 Abril 2020 15:13
Prevenção ao coronavírus

Em parceria com a Ufal, Seris vai produzir mais de 4 mil litros de produtos de limpeza

Iniciativa deverá ter produção mensal de 2 mil litros de desinfetante, 400 litros de detergente, 400 litros sabonete líquido, 2 mil litros de água sanitária e 2 mil quilos de sabão em barra.

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Reeducandos da oficina de saneantes produzem material de limpeza utilizado nas unidades prisionais de AL Reeducandos da oficina de saneantes produzem material de limpeza utilizado nas unidades prisionais de AL Bruno Soriano
Texto de Janaina Marques

Para fortalecer as medidas de prevenção ao novo coronavírus, a Secretaria de Ressocialização e Inclusão Social de Alagoas (Seris/AL) retomou, nesta quarta-feira (8), as atividades realizadas na oficina de saneantes da Fábrica de Esperança, situada no sistema prisional alagoano. E a fabricação de materiais de limpeza pelos próprios reeducandos conta com um importante parceiro, a Universidade Federal de Alagoas (Ufal), e tem como meta garantir a higienização de todas as unidades prisionais.

A oficina recebeu a doação de 150 litros de hipoclorito de sódio do Departamento de Química da Universidade Federal de Alagoas (Ufal). O material será diluído e transformado, no próprio sistema prisional, em 1.700 litros, sendo revertido às equipes de limpeza das unidades.

Na oficina, serão fabricados detergente, desinfetante, sabonete líquido, água sanitária e sabão em barra. E um detalhe importante: tudo será produzido com óleo de cozinha saturado, fruto de doações feitas ao sistema prisional, reforçando, assim, o compromisso da gestão prisional com o desenvolvimento sustentável.

Para a gerente de Educação, Produção e Laborterapia, Cinthya Moreno, a reabertura da oficina vai contribuir significativamente com os serviços de limpeza. “A oficina de saneantes é fundamental à higienização dos ambientes. E sabemos que um local devidamente higienizado previne uma série de doenças, e não apenas o novo coronavírus”, afirma a gestora, acrescentando que a iniciativa deve alcançar uma produção mensal de 2 mil litros de desinfetante, 400 litros de detergente, 400 litros sabonete líquido, 2 mil litros de água sanitária e 2 mil quilos de sabão em barra.

Sustentabilidade

A oficina de saneantes da Fábrica de Esperança, situada no complexo penitenciário de Maceió, transforma em produtos de limpeza o óleo que teria o lixo como destino. Além da economia gerada aos cofres públicos, a oficina também favorece a redução do impacto ambiental, já que um litro de óleo é capaz de inutilizar até um milhão de litros de água potável.

Isso porque, quando jogado no solo, o óleo contamina o lençol freático. Já, se descartado no sistema coletar de esgoto, o material pode contribuir para o entupimento, diminuindo a vida útil dos encanamentos de uma residência, por exemplo. 

Segundo o secretário da Ressocialização e Inclusão Social, coronel Marcos Sérgio de Freitas, a oficina é mais uma importante ferramenta de ressocialização em Alagoas. “Com a oficina de saneantes, damos também nossa parcela de contribuição para a preservação do meio ambiente. E vamos continuar buscando novas maneiras de fomentar este processo transformador, a exemplo de ações que estimulem o consumo consciente”.