Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Terça, 07 Abril 2020 15:11
BALANÇO DIÁRIO

Hospital Geral do Estado atende 270 pessoas na segunda-feira (6)

Do total, cerca de 70% foram casos clínicos, o que corresponde a 191 atendimentos

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
HGE atendeu 191 pessoas com hipertensão, diabetes e outras doenças crônicas HGE atendeu 191 pessoas com hipertensão, diabetes e outras doenças crônicas Carla Cleto
Texto de Thallysson Alves

Cerca de 70% dos atendimentos feitos pelo Hospital Geral do Estado (HGE) na segunda-feira (6) continuam englobando os casos clínicos. Dos 270 registrados, 191 envolvem hipertensos, diabéticos e outras doenças crônicas. Vale recordar que o período também é propício para o aparecimento de doenças respiratórias, como alergias e asma.

As mudanças bruscas de temperatura, comuns no outono alagoano, podem contribuir com o aumento das crises de rinite alérgica. Entretanto, o médico e gerente do HGE, Paulo Teixeira, alerta que é preciso não confundir os sintomas da rinite com os provocados pelo novo coronavírus.

“Nos quadros alérgicos, em geral, não há febre, que é um dos indícios da Covid-19. A rinite é caracterizada por coriza, espirro e entupimento nasal. A asma é marcada pela falta de ar, chiado no peito e tosse seca. Já o novo Coronavírus desenvolve febre, cansaço e também tosse seca; podendo apresentar ainda dores, congestão nasal, coriza, perda de sentidos (olfato e paladar), dor de garganta ou diarreia”, explicou o médico.

O agravamento do vírus Sars-Cov-2 acontece, principalmente, quando a doença se soma às comorbidades, como nos casos de acometidos por pneumonia, diabetes, hipertensão, asma, imunodepressão e doenças renais. Assim sendo, a recomendação para os sintomáticos que não demonstrem gravidade é não buscar assistência imediata em uma unidade de saúde e, se possível, entrar em contato com o especialista que já acompanha seu histórico clínico.

É importante reforçar que o HGE não é referência para atender casos suspeitos do novo Coronavírus, que devem receber a primeira assistência nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e nos hospitais públicos e privados municipais. Entretanto, se o doente procurar o maior hospital de urgência e emergência de Alagoas, o acolhimento será dado normalmente, conforme os fluxos estudados e adotados pelos profissionais.

Mais registros – Também foram atendidas 46 vítimas de acidentes casuais, 23 envolvidos em acidentes de trânsito, oito alvos de agressões físicas, um afogado e mais um caso de acidente de trabalho. Foram concedidas 189 altas médicas, 65 internamentos, 40 transferências e realizadas 21 cirurgias.