Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quarta, 01 Abril 2020 15:41
FIQUE EM CASA

Como cuidar da saúde mental durante o isolamento? Veja orientações da Saúde

Confira as dicas da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) para encarar a nova rotina nos dias de confinamento

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Como cuidar da saúde mental durante o isolamento? Veja orientações da Saúde Sesau
Texto de Agência Alagoas

O primeiro grande estudo sobre a pandemia de Covid-19, publicado na última sexta-feira (27) pelo Imperial College de Londres, indica que as medidas restritivas de circulação podem evitar até 95% das mortes previstas. Noutra projeção, a pesquisa britânica estima número superior a 1 milhão de mortes no Brasil caso não haja qualquer ação de isolamento. Diante do cenário alarmante, a quarentena se torna tão necessária quanto obrigatória.

É aí que surge outro desafio: atravessar os dias de confinamento. A tarefa não é fácil, mas pode ser menos penosa do que se imagina. O setor de Supervisão de Atenção Psicossocial (Suap) da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) preparou uma série de dicas para fortalecer a saúde mental e auxiliar na rotina imposta pelo novo coronavírus.

“As pessoas passaram por muitas mudanças rápidas, e isso gera um adoecimento psicológico se não houver cuidado”, considera Rodrigo Fernandes Moreira, psicólogo e supervisor da Suap. “Pensando nessas questões, a Supervisão de Atenção Psicossocial elaborou, em conjunto com a Gerência de Ações Estratégicas, algumas sugestões para auxiliar no controle da ansiedade e na manutenção da saúde mental diante da situação que estamos enfrentando”, complementa.

É tudo aquilo que a gente já sabe, mas que não custa lembrar: estabelecer rotinas, manter o sono em dia, praticar exercício, evitar excessos e buscar informações por meio de fontes confiáveis. O especialista também sugere praticar a assertividade e a paciência com as pessoas durante o convívio, além de seguir as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS), do Ministério da Saúde e das autoridades médicas, sanitárias e governamentais.

Por fim, a recomendação mais importante: fique em casa! Mas fique bem.

Confira as dicas:

ESTABELEÇA ROTINAS
Seja produtivo! Criar uma rotina de estudos e trabalho é fundamental para nos sentirmos bem e úteis à comunidade.

FAÇA O QUE GOSTA

Coloque em prática atividades que proporcionem prazer: ler um livro, pintar, desenhar, dançar, produzir artesanato, ouvir música, assistir a uma série, entre outros. São formas de melhorar a qualidade do tempo quando se está em casa.

INFORME-SE
Defina horários para consumir informações e busque fontes oficiais para evitar as "fake news". O excesso de informação pode provocar medo e incerteza. Controle o uso das redes socais, estabeleça horários de interação.

SONO EM DIA

Devemos manter oito horas de sono diárias para manutenção de nossa saúde e fortalecimento do sistema imunológico.

PRATIQUE EXERCÍCIOS

A prática de exercícios físicos reduz a ansiedade e estresse, além de auxiliar a eficiência do sistema imunológico. Essa prática pode ser compartilhada com outros membros da família que morem com você, favorecendo o estreitamento de laços.

CONVIVÊNCIA

Se você tem dificuldades de conviver com alguém com quem reside, tenha calma, paciência, tolerância e respeito. Pratique a resiliência.

ESPIRITUALIDADE

Podemos exercer nossa espiritualidade nos mais diversos ambientes. Mas, o momento atual exige que permaneçamos em nossas residências. Por tanto, dedique um espaço da casa (como seu quarto) e um momento do dia para suas reflexões.

NÃO ESQUEÇA

Mantenha uma alimentação saudável. Evite o consumo de bebidas alcoólicas em excesso, uma vez que podem causar dependência e comprometimento do sistema imunológico. Sempre higienize as mãos e a sua casa.