Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Segunda, 10 Fevereiro 2020 14:14
Na orla da Pajuçara

Controladoria desfila as ferramentas de controle social no Pinto da Madrugada

Pelo segundo ano, CGE coloca o bloco dos servidores na avenida durante as prévias carnavalescas

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Controladoria prepara bloco para as prévias carnavalescas do Estado Controladoria prepara bloco para as prévias carnavalescas do Estado Arte CGE
Texto de Livia Leão

A Controladoria-Geral do Estado (CGE) está cada vez mais próxima do cidadão. Além de as plataformas que garantem o cumprimento da Lei de Acesso à Informação (LAI), o órgão de controle do Poder Executivo Estadual aproveita as prévias carnavalescas de Maceió e coloca o bloco “Controlafolia” na rua para apresentar as ferramentas de controle social.

O desfile será no dia 15 deste mês, na orla da Pajuçara, durante as festas do bloco Pinto da Madrugada. A controladora-geral do Estado, Maria Clara Bugarim, destaca que o objetivo da ação é reafirmar para a sociedade o trabalho desenvolvido pelo órgão.

“Ano passado, nosso desfile marcou as prévias carnavalescas e, nessa segunda edição, vamos promover ainda mais a interação entre a sociedade e o órgão de controle. Vamos contar com o apoio da Banda da Polícia Militar para começar a festa e, ao longo do percurso, distribuir material com as nossas ações, convidando o folião a conhecer todos os canais que garantem o direito à informação”, destaca Maria Clara.

Desenvolvidos em parceria com o Instituto de Tecnologia em Informática e Informação do Estado de Alagoas (Itec), o Portal da Transparência Graciliano Ramos, o Sistema Eletrônico do Serviço de Informação ao Cidadão (e-SIC) e o Sistema Eletrônico de Ouvidorias (e-OUV) permitem que o cidadão acompanhe como os recursos públicos estão sendo utilizados, contribuindo com a fiscalização e aproximando a sociedade da Administração Pública.

“Estamos disponíveis para sanar as dúvidas dos cidadãos com relação às ferramentas disponibilizadas pelo Estado e o trabalho desenvolvido pela Controladoria. Nosso objetivo é acabar com a ideia de que o órgão de controle é inacessível e burocrático e construir a cultura que o controle social está no cotidiano de toda a sociedade”, pontua Maria Clara.