Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quarta, 27 Novembro 2019 12:27
SOLENIDADE

Abertas as inscrições para a cerimônia de entrega do Prêmio AL de Direitos Humanos

Abertas as inscrições para a cerimônia de entrega do Prêmio Alagoas de Direitos Humanos 2019

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
O Prêmio faz parte da programação da Semana Estadual dos Direitos Humanos, que comemora os 71 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos O Prêmio faz parte da programação da Semana Estadual dos Direitos Humanos, que comemora os 71 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos Ascom Semudh
Texto de Joanna de Ângelis

As inscrições para participar da 2ª edição do Prêmio Alagoas de Direitos Humanos, da Secretaria de Estado da Mulher e dos Direitos Humanos (Semudh) em parceria com o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos (CEDDH) estão abertas. As vagas são gratuitas e limitadas.

Este ano, na categoria nacional, a homenageada é Mônica Benício, arquiteta e militante que recebe o reconhecimento pela incessante luta por justiça no caso do assassinato brutal de sua companheira, a vereadora pelo Rio de Janeiro, Marielle Franco, e o motorista Anderson Gomes.

Na categoria estadual, o agraciado é o padre Manoel Henrique, ativista social que se destaca pela postura de enfrentamento à violência e em defesa da população mais vulnerável socialmente.

Palestra

Na programação, o ponto alto do encontro será a palestra sobre "Democracia na Atual Conjuntura", ministrada pelo presidente da OAB Nacional, Felipe Santa Cruz, que também é o homenageado do ano na categoria especial.

Menções honrosas

O Prêmio reconhecerá também, com menções honrosas, a coronel da PM e coordenadora do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), Valdenize Ferreira Lima, reconhecida por transformar o seu trabalho com jovens alagoanos em um modelo de dedicação, força e resultados, por meio do seu trato humanizado e acolhedor; a 1º sargento Haydée Lins de Melo, que serviu a Polícia Militar por 25 anos e voltou à ativa por meio do Programa Ronda no Bairro, onde trabalha. É considerada como agente padrão de excelência de atendimento, desempenho e atuação dentro do Ronda no Bairro, exemplo de policial cidadã, cumprindo a proposta do projeto do Governo de Alagoas de aproximação entre os profissionais da segurança pública e a população.

Maria Yvone Loureiro, ou Marivone, como é mais conhecida, tem uma história de luta e enfrentamento como militante dos direitos humanos. Sempre atuou em prol da liberdade, da democracia e da igualdade de gênero.

 Economista com pós-graduação em Desenvolvimento Social e Urbano e Planejamento Governamental, foi perseguida pela ditadura militar e dedicou sua vida ao abrigo de foragidos e ativistas políticos. Após cumprir pena de dez anos de prisão, ajudou a fundar a Sociedade Alagoana de Defesa dos Direitos Humanos.

Outro homenageado do Prêmio, com menção honrosa, é o projeto Bicho de Pé, do Instituto Manda Ver. Criado em 2017, o projeto de combate à infecção no pé, chamado popularmente de bicho de pé, trabalha com crianças, jovens e adultos em situação de vulnerabilidade. Atualmente, a entidade atende cerca de 800 pessoas por ano. Seu idealizador é Carlos Jorge da Silva Santos, que fundou o instituto em 2015, mas já atua em causas sociais desde os 17 anos de idade.

O Prêmio Alagoas de Direitos Humanos visa promover e disseminar uma cultura de paz por meio das ações de diversos atores sociais, sejam eles autarquias, órgãos da administração pública, ONGs ou mesmo pessoas físicas e jurídicas que combatem o desrespeito aos direitos humanos nas mais diferentes esferas e áreas de atuação.

“O evento celebra os direitos humanos, as conquistas históricas de ontem, do hoje e do agora. O intuito é quebrarmos o estereótipo de que quem trabalha com direitos humanos “defende bandido”. Defendemos a paz, defendemos a justiça e lutamos pelo reconhecimento público dos que constroem diariamente um país acolhedor para todos os cidadãos e cidadãs”, ressaltou a secretária da Semudh, Maria Silva.

Como participar

As inscrições são gratuitas e limitadas e devem ser feitas antecipadamente até às 12h do dia 5 de dezembro, por meio do link: https://doity.com.br/premio-alagoas-de-direitos-humanos-2019. Qualquer dúvida ou informação pode ser enviada para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

O Prêmio faz parte da programação da Semana Estadual dos Direitos Humanos, que comemora os 71 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.