Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas

 

×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 987

Quinta, 24 Outubro 2019 16:47

OPERAÇÃO CONJUNTA

Seris intensifica trabalho de limpeza nas praias de Japaratinga

Reeducandos seguem recolhendo óleo que atingiu praias do litoral Norte; secretário acompanha ação

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Reeducandos usam ciscadores e peneiras para recolher material poluente das praias de Japaratinga Reeducandos usam ciscadores e peneiras para recolher material poluente das praias de Japaratinga Foto: Bruno Soriano
Texto de Bruno Soriano

A Secretaria de Estado da Ressocialização e Inclusão Social de Alagoas (Seris) intensificou o trabalho de limpeza das praias de Japaratinga, um dos municípios do litoral Norte de Alagoas mais afetados pelo óleo que atingiu várias localidades da costa nordestina. Nesta quinta-feira (24), reeducandos que cumprem pena no regime fechado deixaram o Núcleo Ressocializador da Capital e voltaram a se juntar aos reeducandos dos regimes aberto e semiaberto, reforçando as equipes na remoção do material poluente.

Com o apoio de órgãos como Defesa Civil Estadual, Instituto do Meio Ambiente (IMA), Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e Prefeitura local, os reeducandos seguem percorrendo os trechos mais afetados. Como boa parte da substância já foi removida, os 150 reeducandos, agora, concentram-se na coleta do óleo que se mistura à areia, fazendo uso de pás, ciscadores e peneiras.

Jucelândio Alves de Melo é um dos reeducandos que cumpre pena no regime semiaberto e contribui com a limpeza das praias. Ele conta que o trabalho tem sido prazeroso. “Está sendo muito bom para todos nós. O povo daqui sempre nos agradece. Saber que estamos ajudando a recuperar as belezas naturais dessa cidade é muito gratificante. E já estamos observando uma grande melhora”, afirma o reeducando.

Já o pescador Paulo César dos Santos, morador de Japaratinga há 64 anos, comprova a importância do trabalho desenvolvido pelos reeducandos. “Já dá para perceber os nossos visitantes bem mais à vontade, o que é muito importante para todos nós que dependemos do turismo e da pesca. Nossa situação estaria muito difícil sem essa ajuda na limpeza das nossas praias desde o surgimento das primeiras manchas de óleo, no início deste mês”, relata.

O secretário da Ressocialização e Inclusão Social, coronel PM Marcos Sérgio de Freitas, também acompanhou os trabalhos desta quinta-feira e destacou o empenho dos reeducandos. “Todos estão de parabéns pelo trabalho conjunto. Não sabemos de onde vem esse óleo, mas o Governo do Estado, com o apoio dos demais parceiros que integram o Grupo Técnico de Acompanhamento desta catástrofe, vem fazendo a sua parte no sentido de minimizar os danos ao meio ambiente”, declarou o titular da Seris.

Segundo a Marinha, mais de 900 toneladas de resíduos de petróleo cru já foram sido retiradas das praias de 72 cidades dos nove estados do Nordeste. Alagoas ultrapassa as 500 toneladas.