Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas

 

Sexta, 04 Outubro 2019 11:23

Em recuperação

Dependentes químicos fortalecem recuperação com palestras motivacionais durante o Governo Presente

Ação da Seprev aconteceu nessa quinta (03), em Feira Grande e Coité do Noia, Agreste alagoano, e beneficiou assistidos por duas instituições

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
A importância da motivação ao tratamento do dependente químico   no processo de recuperação e da prevenção a recaídas foi um dos focos das palestra A importância da motivação ao tratamento do dependente químico no processo de recuperação e da prevenção a recaídas foi um dos focos das palestra Vítor Beltrão
Texto de Daniel Dabasi

Dependentes químicos em recuperação receberam, nessa quinta-feira (3), uma dose extra de incentivo para continuar a luta contra as drogas. É que a Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev) levou palestras motivacionais para as comunidades acolhedoras Divino Pai Eterno, de Feira Grande, e São Paulo Apóstolo, de Coité do Noia, durante as ações da 10ª edição do Governo Presente, que acontece na região Agreste.

O psicólogo especialista em dependência química da Seprev, Júnior Amaranto, abordou em suas palestras a importância da motivação ao tratamento do dependente químico durante o processo de recuperação e da prevenção a recaídas.

 A importância da motivação ao tratamento no processo de recuperação e da prevenção a recaídas foi um dos focos das palestras. (Vítor Beltrão)

O presidente da comunidade acolhedora São Paulo Apóstolo, Marcelo Pedrosa, afirmou que os acolhidos foram impactados de maneira muito positiva. “Essa ação foi extremamente satisfatória e tenho certeza que os 42 dependentes químicos que estão aqui saíram transformados, aptos para reescrever suas histórias”, enfatizou Pedrosa.

“Falamos sobre motivação intrínseca, extrínseca e transcendente, fazendo com que eles voltem a sonhar. Debatemos sobre sonhos, metas, objetivos, tudo o que pode mover uma pessoa que está em fase de tratamento a pensar e acreditar que ela pode ser uma pessoa melhor”, enfatizou o psicólogo.

A secretária de Prevenção à Violência, Esvalda Bittencourt, acompanhou os trabalhos nas comunidades e salientou que as palestras e as rodas de conversa cumprem um papel fundamental na recuperação dos acolhidos, já que os motivam de forma profunda para o afastamento do uso de entorpecentes.

“As palestras do Júnior são repletas de abordagens eficazes, pois elas orientam, removem barreiras, esclarecem objetivos, contribuem para a autoestima e iluminam caminhos para a vida dessas pessoas que um dia perderam seus sonhos. Estamos aqui para ajuda-los a voltar a sonhar e motivá-los a viver, potencializando aquilo que eles têm de melhor”, explicou a secretária.

O presidente da comunidade acolhedora São Paulo Apóstolo, Marcelo Pedrosa, afirmou que os acolhidos foram impactados de maneira muito positiva. “Essa ação foi extremamente satisfatória e tenho certeza que os 42 dependentes químicos que estão aqui saíram transformados, aptos para reescrever suas histórias”, enfatizou Pedrosa.