Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Segunda, 16 Setembro 2019 12:05
em desfile de emancipação

Fanfarra da Escola Estadual Comendador José Peixoto, de Penedo, comemora 50 anos

Banda é um patrimônio da cidade e já revelou muitos talentos; desfile dos 202 anos de Alagoas começa às 15h na Rua Sá e Albuquerque

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Banda ensaia para o desfile da emancipação de Alagoas Banda ensaia para o desfile da emancipação de Alagoas Foto: Valdir Rocha
Texto de Ana Paula Lins

Nesta segunda-feira (16), Alagoas comemora seus 202 anos de emancipação política e, na ocasião, 31 escolas percorrem a Rua Sá e Albuquerque, em Jaraguá, levando beleza, harmonia e alagoanidade para o público presente. No entanto, para a Escola Estadual Comendador José da Silva Peixoto, de Penedo, o dia será duplamente especial: sua fanfarra e banda marcial comemoram seus 50 anos existência encantando os alagoanos.

A Banda Marcial da Escola Estadual Comendador José da Silva Peixoto, foi fundada em 7 de setembro de 1969 no então Colégio Normal de Penedo, tendo como coordenadora a Professora Alice Vieira e instrutor o Maestro Antônio Barbosa de Araújo. O jubileu de ouro é acompanhado por outra data especial, a ser comemorada daqui um mês: os 85 anos da unidade de ensino.

A banda, um patrimônio cultural de Penedo, tem encantado gerações pela sua beleza e harmonia, sendo presença certa nos principais eventos da cidade. “Chegar aos 50 anos formando jovens e fazendo a alegria da população é um privilégio. A cidade para quando a banda passa e nós participamos da festa do 7 de setembro de Penedo e tocamos em todas as paróquias locais. Estamos com o coração a mil por participarmos de mais uma edição do desfile da emancipação de Alagoas”, diz, emocionada, a diretora Raqueline Souza.

Revelando talentos – Com um trabalho sendo consolidado a cada ano, a banda conta,atualmente com 100 componentes distribuídos nos seguintes instrumentos: 20 bumbos, 28 atabaques, 20 pratos, 18 metais de sopro, 16 tambores, além de 20 balizas.

Dentre novatos e veteranos, o sentimento é o mesmo: o orgulho de representar a banda e a escola na mais importante festa cívica de Alagoas.

Em seu primeiro ano na banda, Gustavo José dos Santos, da 2ª série do ensino médio toca bumbo e fala da alegria em participar de uma data tão especial. “É um privilégio tocar nos 202 anos de Alagoas e 50 anos de nossa escola. A fanfarra também me tornou um estudante e ser humano melhor”, declara Gustavo.

Heverton Rian dos Santos Silva, do 8º ano do ensino fundamental e Diego Roberto da Silva, da 2ª série do ensino médio estão há três anos na banda e tocam atabaque. Ambos dão continuidade a uma tradição familiar. “Meu pai, minha mãe e todos os meus tios estudaram aqui e minha irmã e minhas primas fizeram parte da banda tocando prato e como balizas”, conta Heverton. “Quem me trouxe foi o meu irmão. Quando escutei os ensaios, soube que queria fazer parte desse mundo”, recorda Diego.

Já o veterano Thales Pereira Souza, estudante da 3ª série do ensino médio, está na banda há seis anos e nela descobriu sua vocação para música. Agora, o jovem soa dar voos ainda mais altos. “Pretendo ingressar em uma faculdade de Música e estudar partituras, nomenclaturas, meu sonho é ser maestro”, revela Thales. Quando indagado se gostaria de ser maestro da Comendador, ele não hesita. “Claro. Quem não gostaria de reger uma das maiores bandas fanfarra de Alagoas?”, indaga o jovem.

Uma história de vida – Quem já foi regente do grupo foi o professor Francisco Lemos, mais conhecido como Bobby. Hoje técnico da 9ª Gerência Regional de Educação (Gere), Bobby é “cria” da Comendador: lá cursou o ensino médio, dirigiu o grêmio estudantil e foi professor. Na banda, tocou trompete enquanto estudante e, depois, foi regente. “Quando os escuto tocar, volto no tempo. Sempre desfilamos com muito carinho e orgulho por essa instituição, que é um patrimônio da sociedade penedense e que contribui para que o município mantenha seu status de berço da cultura alagoana”, afirma.

A gerente da 9ª Gere, Maria Cristina Bóia, parabeniza a escola pelo jubileu de ouro de sua banda. “Fazer parte desse momento é uma honra, sou fã das bandas fanfarras e me emociono ao ver a garra dos meninos e da equipe diretiva e de professores. É a hora de celebrar essa história tão bonita. O desfile promete ser incrível e teremos ainda a Escola Estadual Alcides Andrade levando pelotão da nossa regional”, adianta Cristina.