Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quarta, 31 Julho 2019 14:59
REINSERÇÃO SOCIAL

Cidadão Legal chega a Arapiraca e beneficiará dependentes químicos da Rede Acolhe

Programa da Seprev agiliza a emissão de documentos para reinserir pessoas acometidas pelas drogas no mercado de trabalho

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Projeto objetiva reinserir os dependentes em recuperação no mercado de trabalho e surgiu para fortalecer a Política sobre Drogas em Alagoas, que já conta com programas consolidados como Anjos da Paz e Agentes da Paz. Projeto objetiva reinserir os dependentes em recuperação no mercado de trabalho e surgiu para fortalecer a Política sobre Drogas em Alagoas, que já conta com programas consolidados como Anjos da Paz e Agentes da Paz. Foto: Ascom Seprev
Texto de Victor Brasil

O projeto Cidadão Legal, lançado pelo Governo de Alagoas em março de 2018, alçou novos voos nessa terça-feira (30), ganhando uma base fixa no município de Arapiraca, no Agreste alagoano. Esta iniciativa da Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev) vai facilitar e agilizar ainda mais a emissão de documentos para os dependentes químicos acolhidos pela Rede Acolhe.

O projeto objetiva reinserir os dependentes em recuperação no mercado de trabalho e surgiu para fortalecer a Política sobre Drogas em Alagoas, que já conta com programas consolidados como Anjos da Paz e Agentes da Paz.

São documentos como Registro de Nascimento, CPF, Carteira de Trabalho e tantos outros que, segundo a titular da Seprev, Esvalda Bittencourt, se fazem necessários para reinserir os dependentes químicos no mercado de trabalho.

“Ter a documentação completa é fundamental para os dependentes químicos após o período de tratamento, visto que muitos deles se utilizam de seus documentos como moeda de troca quando estão consumidos pelo vício das drogas”, explicou Esvalda Bittencourt.

A descentralização e interiorização do programa Cidadão Legal vai, de acordo com Esvalda Bittencourt, beneficiar os dependentes químicos da região Agreste e Sertão. “Com isso, vai agilizar todo o processo de reinserção social destas pessoas que a partir de agora não precisam mais se locomover até Maceió para retirar os documentos necessários para serem inseridos no mercado de trabalho, por exemplo”, disse.

Desde que iniciaram os atendimentos, há quase um ano e meio, as equipes do Cidadão Legal já possibilitaram a emissão de mais de 2.400 certidões de justiça estadual e federal, 802 cartões de PIS/PASEP, 459 Cadastro de Pessoas Físicas (CPF), 362 Certidões de Nascimentos, dentre outros.

Em Arapiraca, a equipe do Cidadão Legal vai atender dentro do Centro de Acolhimento para Pessoas com Dependência Química, na Avenida Deputada Ceci Cunha. Já em Maceió, as equipes atendem na sede da Casa de Direitos, no bairro do Jacintinho.