Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Segunda, 17 Junho 2019 16:23
MÉDIA E ALTA COMPLEXIDADE

Mais de 77 mil atendimentos foram realizados nas Unidades da Sesau em maio

Número representa um aumento de quase 10 mil atendimentos em relação a abril

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Unidades da Sesau registraram em maio um incremento de quase 10 mil atendimentos no comparativo com abril Unidades da Sesau registraram em maio um incremento de quase 10 mil atendimentos no comparativo com abril Foto: Carla Cleto
Texto de Josenildo Törres

As oito unidades de Média e Alta Complexidade mantidas pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) realizaram 77.490 atendimentos em maio deste ano. Comparados ao mês de abril, onde 67.779 usuários receberam assistência nas unidades mantidas pelo Governo do Estado, os números mostram um aumento de 9.711 atendimentos.

Mais uma vez o Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió, aparece como a unidade estadual que mais atendimentos realizou em maio deste ano, sendo 14.765. Deste total, 10.801 foram casos clínicos, que deveriam ser tratados na Atenção Básica, cuja gestão é realizada pelos municípios, uma vez que o maior hospital público de Alagoas é especializado na assistência aos politraumatizados. 

Os dados divulgados pele Sesau apontam, também, que no quinto mês deste ano, 2.398 vítimas de acidentes casuais foram assistidas pelo HGE, além de 625 vítimas de acidentes de trânsito, a exemplo de feridos por quedas de motocicleta (274), colisões (268), atropelamentos (74) e capotamentos (9). Os acidentes de trabalho levaram 188 pessoas ao maior hospital público de Alagoas em maio e 173 alagoanos foram submetidos a cirurgias eletivas no mesmo período. 

 HGE foi a unidade que registrou o maior número de atendimentos  maio (Foto: Carla Cleto)

O HGE prestou assistência a 89 pessoas que sofreram agressão corporal, 51 que foram feridas por armas de fogo e 44 atingidas por armas brancas. Em maio também foram atendidas 53 pessoas que tentaram suicídio, seis que sofreram violência sexual, 36 que necessitaram do serviço de otorrinolaringologia e 37 que sofreram queimaduras.

 Secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres ressalta importância da construção dos hospitais do interior (Foto: Carla Cleto)

“O balanço dos atendimentos referente ao mês de maio comprova a resolutividade de nossas unidades de saúde e evidencia, também, que estamos no caminho certo ao construirmos três novos hospitais no interior do Estado. Com a inauguração dos hospitais em Porto Calvo, Delmiro Gouveia e União dos Palmares, que irá acontecer nesta gestão, pretendemos assegurar assistência regionalizada, reduzindo o grande fluxo de atendimentos nos hospitais da capital”, salientou o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres.

Interior – No interior do Estado, os Hospitais Quitéria Bezerra (Água Branca), Antenor Serpa (Delmiro Gouveia) e Arnon de Melo (Piranhas), atenderam 9.899 pessoas nos 30 dias de maio. Quanto ao Hospital de Emergência do Agreste, em Arapiraca, que atende pacientes de 52 municípios do Agreste, Sertão e Baixo São Francisco, 4.549 pessoas foram atendidas neste período.

Já o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) fez o socorro de 4.164 usuários no quinto mês deste ano. Do total, 32 foram resgatados pelo Samu Aeromédico, 38 crianças receberam atendimento do Samu Neonatal e o Serviço de Motolância assistiu 251 pessoas. A Central do Samu Maceió e suas 16 Bases Descentralizadas prestaram assistência a 1.990 pessoas e a Central do Samu Arapiraca e suas 19 Bases assistiram 2.174 usuários. 

 Ambulatórios 24 Horas atenderam mais de 40 mil usuários em maio (Foto: Carla Cleto)

Ambulatórios – Ainda durante o mês de maio, os cinco Ambulatórios 24 Horas de Maceió, que devem ser procurados por usuários com crise de asma, convulsão, cólica renal e biliar, além de diabetes, febre, virose, gastrite e mordida de animal peçonhento, prestaram assistência a 40.119 pessoas. O Assis Chateaubriand, no Tabuleiro do Martins, atendeu 9.131 usuários, seguido do Ambulatório Dom Miguel Câmara, na Chã da Jaqueira, que atendeu 6.631 pessoas durante o mês passado. 

O Noélia Lessa, na Levada, atendeu 5.816 alagoanos, o João Fireman, no Jacintinho, prestou assistência a 10.165 pessoas, e o Denilma Bulhões, no Benedito Bentes, atendeu 8.376 pessoas. Referência no atendimento pediátrico em Alagoas, a Clínica Infantil Daisy Breda, situada no bairro Levada, em Maceió, atendeu 3.994 crianças e adolescentes em maio deste ano. Do total, 191 crianças foram internadas na Pediatria e 3.393 receberam assistência na Urgência Clínica Pediátrica.