Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quinta, 30 Maio 2019 17:25
TECNOLOGIA

Alunos da rede estadual desenvolvem jogos com programação virtual

Scratch Day estimula criatividade e raciocínio lógico e permite aos alunos um dia de aprendizagem diferente

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Ferramenta propicia dia diferente e aprendizagem divertida da programação Ferramenta propicia dia diferente e aprendizagem divertida da programação Foto: José Demétrio
Texto de Manuella Nobre

Utilizar as tecnologias para deixar o ensino mais atrativo aos estudantes é uma das estratégias utilizadas pelas escolas da rede pública estadual nos últimos quatro anos. A mais recente é a linguagem de programação Scratch. Desde o início do mês, as escolas estaduais realizam o Scratch Day tanto com alunos quanto professores. Trata-se de um evento global que incentiva o desenvolvimento de projetos a partir do Scratch, linguagem de programação criada pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) – centro norte-americano referência em pesquisas em engenharia, ciências e tecnologia – e que estimula a lógica e a criatividade dos estudantes. É um dia especial onde eles aprendem a programar de forma divertida.

De acordo com Ednaldo Firmino, diretor do Centro de Ciência e Tecnologia da Educação (Cecite), da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), no Brasil, o Scratch Day é promovido pela Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa em parceria com o MIT Media Lab e Fundação Lemann. Em Alagoas, a Seduc abraçou a proposta e tem incentivado suas escolas a promover a ação.

 Ferramenta propicia dia diferente e aprendizagem divertida da programação (Foto: José Demétrio)

“Neste dia, os alunos aprendem a programar de forma divertida, criando jogos, animações, dentre outras atividades que estimulem a criatividade e o desenvolvimento do raciocínio lógico. É uma plataforma aberta na internet com projetos de programação em bloco e que permite também a realização de formação com professores, que encontram na plataforma uma forma de enriquecer suas aulas. E você nem precisa estar conectado para realizar estas atividades”, explicou o professor.

Um dia diferente – O Dia Mundial do Scratch é comemorado em 11 de maio, mas até o final deste mês, unidades de ensino estarão realizando atividades. A Escola Estadual João Paulo II, no bairro da Chã da Jaqueira já realizou a atividade.

A gestora adjunta da unidade, Maria Eliete de Souza, explicou que os estudos estão ainda em fase inicial, mas afirma que, apesar do pouco, os resultados são surpreendentes. “Este é o mundo deles e foram bem receptivos. Alguns já conseguiram criar vários jogos, surpreendendo inclusive os professores, além de dar nova vida aos laboratórios. Iniciamos com os professores de matemática, Roberto Pitombeira, e o de inglês, Cristiano Barreto, mas já temos professores de outras disciplinas interessados em associar a ferramenta às suas aulas”, revela Eliete.

 Cristiano Barreto, professor de Inglês, diz que ferramenta ajuda em sala de aula (Foto: José Demétrio)

O professor Cristiano Barreto também aposta nos ganhos em conhecimento e na evolução dos alunos e conta que o desejo da equipe é chegar ao final do ano com a apresentação de trabalhos desenvolvidos na escola. “O Scratch já trabalha com o raciocínio lógico que o estudante tem que ter, trabalha com a lógica de sequência. Como professor de inglês, também invisto nesta linguagem. Esta mesma lógica pode ser usada em qualquer outra plataforma de programação, pois esta é a base, para, lá na frente, eles se tornarem desenvolvedores de aplicativos, que hoje é uma profissão”, pontua o docente e um dos responsáveis pela oficina.

Conquistas - Fascinados, com olhos na lousa e na tela dos computadores, os estudantes já comemoram os resultados dos primeiros passos. Dentre eles, Maria do Nascimento e William Kauã, ambos do 7ª ano do Ensino Fundamental.

 William Kauã planeja evoluir na linguagem de programação (Foto: José Demétrio)

“Eu fiz um jogo, mas ficou de cabeça para baixo. Vou tentar mais vezes, mas já gostei muito”, afirma Mariana. “Muito bom, pois você experimenta coisas novas: usar o computador, fazer ‘animes’. Também aprendi como mexer, fazer um bonequinho andar e falar. Vou continuar tentando até fazer joguinhos, quero fazer um personagem ensinando sobre meio ambiente”, diz William.

Cronograma – Outras escolas estaduais também estão com atividades programadas para a realização do Scratch Day até sexta-feira (31). Dentre elas, Afrânio Lages, Irene Garrido, Rosalvo Ribeiro, Maria Lúcia Lins de Freitas, Gilvana Ataíde, Lafaiette Belo, Laura Dantas, Vitorino da Rocha e Nossa Senhora do Bom Conselho, todas na capital.