Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quinta, 30 Maio 2019 11:47
inovação

Investimentos em novas tecnologias garantem agilidade nas operações policiais em AL

Ferramentas desenvolvidas pela SSP permitem acompanhamento em tempo real de ocorrências e reforça a integração das polícias na capital e interior

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Central de Atendimento e Despachos permite acompanhamento em tempo real de ocorrências em todo estado Central de Atendimento e Despachos permite acompanhamento em tempo real de ocorrências em todo estado Foto: Vanessa Siqueira
Texto de Vanessa Siqueira

A integração tem sido o norte das políticas adotadas pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) para reprimir crimes e reduzir a violência em Alagoas. Além das ações operacionais, há um trabalho estratégico que tem sido fundamental para o sucesso das demais ações, que é o investimento em tecnologia e o desenvolvimento de ferramentas e aplicações que contribuem para o sucesso da atividade policial.

Nos últimos quatro anos, o Governo do Estado fez diversos investimentos, como aquisição de equipamentos de proteção individual, coletes e armamentos, também construiu e reformou unidades da Polícia Civil e Militar, implantou os Centros Integrados de Segurança Pública (Cisp) e lançou a Força Tarefa, que além de aumentar o número de viaturas nas ruas, possibilita que os militares trabalhem em suas folgas e sejam remunerados por isso.

 

Recentemente, a Chefia de Tecnologia da Informação (TI) da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) expandiu para municípios do interior a Central de Atendimento e Despachos (CAD), que possibilita a integração de várias tecnologias e aplicações, otimizando o serviço das polícias e garantindo acompanhamento em tempo real de todas as ocorrências em andamento, além de fornecer informações de logística e outros serviços. A tecnologia também garante no futuro a integração com outros sistemas e aplicativos.

 

A expansão das tecnologias desenvolvidas pela SSP garantiu também que o Centro de Operações Policiais (Copom) começasse a funcionar nos municípios de Arapiraca, Santana do Ipanema, Delmiro Gouveia, Maragogi e Palmeira dos Índios. Em breve, o Copom também estará em funcionamento em União dos Palmares e Joaquim Gomes.

De acordo com o chefe de Tecnologia da Informação da SSP, major Anderson Cabral, as melhorias vão adaptar e dar mais qualidade aos usuários do sistema do 190, além de possibilitar acompanhamento em tempo real das ocorrências, ter uma visão geral do efetivo e emprego policial e respaldar o setor de estatística para colher informações com melhor qualidade.

“Com isso estamos gerando um fluxo de informações com mais qualidade, visando melhorias no emprego do policiamento principalmente no interior do estado. A 3ª Seção do Estado Maior da Polícia Militar, em conjunto com o Comando de Policiamento no Interior (CPI), está normatizando o funcionamento dessas atividades, que também trará diversas melhorias ao serviço”, disse.

A convergência de informação também possibilita que o sistema tenha expansão de acordo com as necessidades de cada força de segurança. Com isso, será possível agrupar no mesmo fluxo de informação outros órgãos que atuam em parceria com a Segurança Pública, o que possibilitaria uma base de dados mais robusta e cada vez mais eficiente.

Integração de dados

Outra aplicação desenvolvida pela TI da Segurança Pública foi lançada recentemente com o propósito de facilitar que policiais identifiquem veículos irregulares, pessoas procuradas pela Justiça e outras informações pelo celular. O Quimera integra vários bancos de dados com informações importantes para que os agentes de segurança facilitem a rotina operacional. A aplicação fortalece o trabalho de Inteligência e, consequentemente, as ações para redução da criminalidade.

De acordo com major Cabral, o Quimera busca principalmente reduzir o tempo para acesso, pelos agentes de polícia, às informações que ele necessita no momento da ocorrência. “Um dos objetivos principais do Quimera é reduzir o volume de comunicação via rádio com o Centro de Operações da Segurança Pública. Ele dá flexibilidade ao policial para pesquisar informações, auxilia nas atividades operacionais e permite que o agente visualize imagens de suspeitos com agilidade, nas bases estaduais ou federais, além de poder fazer o acompanhamento das ocorrências em tempo real”, explicou Cabral.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Marcos Sampaio, destaca que a Polícia Militar tem experimentado e aprovado os projetos inovadores que a Secretaria de Segurança Pública trouxe para aprimorar o trabalho exercido diariamente pela tropa, a exemplo do aplicativo ‘Quimera’ e a expansão do serviço de radiocomunicação (Copom) para o interior de Alagoas.

“Sabemos que a tecnologia não substitui o policial, mas pode facilitar o trabalho dele. A inserção dela no serviço operacional tem agilizado as ações policiais e qualificam cada vez mais a produtividade e a pronto resposta. O Quimera é o exemplo de que um simples aplicativo de consulta de informações durante ocorrências pode se transformar em um aliado importante no combate a criminalidade, bem como a extensão do sistema de radiocomunicação digital para as cidades do interior uma vez que a comunicação é peça-chave na atividade policial”, explicou.

Para o secretário da Segurança Pública, Lima Júnior, o investimento em tecnologia demonstra o compromisso com os agentes de segurança e a população para implantação de ações que contribuem para a redução da violência em Alagoas.

“As tecnologias desenvolvidas pela Secretaria facilitam o trabalho dos policiais nas ruas, garante avanços importantes no processo de integração que desenvolvemos desde o início da gestão do governador Renan Filho e consequentemente, garante melhores serviços à sociedade”, concluiu.