Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quarta, 22 Maio 2019 17:37
PATRIMÔNIO CULTURAL

Secretarias se unem para elevar o potencial cultural e turístico da Serra da Barriga

Após implantação e pavimentação dos 7,4 quilômetros do acesso por meio do Pró-Estrada, gestores planejam ações estratégicas para movimentar o local

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Reunidos, secretários discutem ideias para promover a Serra da Barriga respeitando a ancestralidade e a espiritualidade do lugar Reunidos, secretários discutem ideias para promover a Serra da Barriga respeitando a ancestralidade e a espiritualidade do lugar Foto: Ascom Sedetur
Texto de Lívia Holanda

Patrimônio Cultural do Mercosul e símbolo de resistência do povo negro, a Serra da Barriga, no município de União dos Palmares, recebeu, nessa terça-feira (21), secretários de Estado que se reuniram para conferir de perto o resultado da obra de pavimentação dos, 7,4 quilômetros que dão acesso à Serra, realizado pelo programa Pró-Estrada, da Secretaria de Transporte e Desenvolvimento Urbano (Setrand). Na oportunidade, os gestores aproveitaram para articular estratégias a fim de dar ao lugar histórico o devido reconhecimento, enaltecer os elementos culturais da região e fomentar a atividade turística.

De acordo com a secretária da Cultura, Melina Freitas, a pavimentação do acesso marca um novo tempo para a Serra da Barriga. “Alagoas é o berço do maior símbolo da luta e resistência afro no mundo. Foi aqui, em União dos Palmares, que Zumbi gritou pela liberdade. Essa obra foi um divisor de águas, valoriza o nosso patrimônio cultural e desperta o sentimento de pertencimento do alagoano”, disse.

Ainda no local, a secretária da Mulher e dos Direitos Humanos, Maria Silva, evidenciou o papel importante da população, principalmente o movimento negro, no planejamento dessas ações em conjunto com o Estado. 

Reunidos, secretários discutem ideias para promover a Serra da Barriga respeitando a ancestralidade e a espiritualidade do lugar (Foto: Kaio Fragoso)

“Vamos consultar o movimento negro e toda raiz afro-brasileira que temos em Alagoas para concretizar mudanças que realmente tragam benefícios para esse povo. A Serra da Barriga é antes de tudo um patrimônio do povo negro, que criou nesta terra o maior símbolo de resistência do mundo. A melhoria no acesso deve aumentar o fluxo de turismo no local, mas não se pode deixar de lado o valor histórico e espiritual que o lugar tem, já que é um sítio arqueológico e de identidade”, ponderou Maria.

O potencial turístico da Serra também foi enaltecido pelo secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito. “Quando conseguimos fortalecer esse trabalho com o desenvolvimento de outros setores, como é o caso da infraestrutura, com a implantação e pavimentação do acesso à Serra da Barriga, agregamos mais valor às ações do turismo. Com a conclusão da obra, será a nossa vez de assumir e juntar esforços para fazer com que o destino amplie a geração de mais oportunidade, riqueza e renda para o povo palmarino”, afirmou Brito.

 Reunidos, secretários discutem ideias para promover a Serra da Barriga respeitando a ancestralidade e a espiritualidade do lugar (Foto: Kaio Fragoso)

A obra de acesso à Serra da Barriga vai facilitar o acesso dos visitantes ao local. O trecho contou com serviços de drenagem, pavimentação asfáltica e com paralelepípedos, sarjetas, passeios para pedestres e implantação de pórticos. Estão em fase de implantação as sinalizações vertical e horizontal em todo a extensão que dá acesso ao local.

De acordo com Mosart Amaral, secretário de Transporte e Desenvolvimento Urbano, a obra é estratégica para o desenvolvimento cultural e turístico não apenas da Zona da Mata, mas de todo o Estado. “É uma satisfação entregar a Alagoas uma obra como essa. A Serra da Barriga é um dos principais símbolos de resistência à escravidão do mundo e agora poderá receber uma quantidade ainda maior de pessoas, já que chegar ao topo da Serra ficou mais fácil e seguro. A pavimentação desse trecho irá estimular o desenvolvimento turístico e cultural pro local. É um prazer trazer os meus colegas para verem de perto como ficou. Acredito que eles vão voltar para seus afazeres cheios de ideias para esse que é um lugar cheio de história e significado”, comemorou o secretário.

A obra faz parte do programa Pró-Estrada, do Governo do Estado, que já beneficia cerca de 90 municípios e 1200 quilômetros de malha viária estadual por meio da implantação e reconstrução de rodovias, além da pavimentação de vias urbanas.