Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quinta, 09 Maio 2019 19:04
EM BRASÍLIA

Governadores do NE pedem revisão dos cortes para unidades de ensino superior

Renan Filho participou do encontro com Jair Bolsonaro e defendeu a retomada urgente das obras federais paralisadas na região

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Governadores do Nordeste entregaram ao presidente da República uma carta em que apresentam os pontos prioritários para o diálogo com o Governo Federal Governadores do Nordeste entregaram ao presidente da República uma carta em que apresentam os pontos prioritários para o diálogo com o Governo Federal Foto: Márcio Ferreira
Texto de Severino Carvalho

Os nove governadores do Nordeste se reuniram nesta quinta-feira (9), em Brasília (DF), com o presidente da República, Jair Bolsonaro. Dentre os pontos apresentados, eles pediram a revisão dos cortes em desfavor das universidades e institutos federais e a retomada urgente das obras tocadas pela União, que estão paralisadas no Nordeste.

O governador de Alagoas, Renan Filho, participou do encontro. Ele afirmou que é fundamental que o Governo Federal reveja o corte de recursos anunciado em desfavor das universidades públicas e institutos federais. “Essas instituições são muito importantes para o ensino superior, para a pesquisa e a inovação, enfim para a construção de um país melhor e com mais possibilidades de crescimento”, defendeu Renan Filho.

Os governadores do Nordeste entregaram ao presidente da República uma carta em que apresentam os pontos prioritários para o diálogo com o Governo Federal. O documento trata de questões relacionadas à educação – a exemplo da prorrogação e ampliação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) - e às obras que estão paralisadas na região.

Eles exigem a retomada urgente dos trabalhos como forma de promover o crescimento econômico e a geração de emprego, sobretudo as obras rodoviárias, habitacional e de segurança hídrica.

“Apresentamos a necessidade de tocar pra frente as obras paralisadas, porque geram emprego e ajudam, também, o Brasil a enfrentar a crise. Existem muitas obras (paralisadas), sobretudo nos municípios como a construção de creches, de ginásios esportivos e de unidades de saúde. O Governo do Estado de Alagoas também apresentou uma relação de obras e gostaria que seus cronogramas físico e financeiro sejam cumpridos para que a gente possa, ainda este ano, entregar obras importantes à população como o Marco Referencial do Alagoinhas, a Adutora da Bacia Leiteira e o avanço do Canal do Sertão”, citou Renan Filho.

Ainda de acordo com o governador, os ministros da Economia, Paulo Guedes, e da Secretaria de Governo, general Carlos Alberto Santos Cruz, garantiram que vão checar todas as possibilidades de retomada das obras para, num segundo momento, convidar os governadores para discutir quais delas precisam ser priorizadas.

 

Além de Paulo Guedes e Santos Cruz, participaram ainda da reunião os ministros da Casa Civil, Onyx Lorenzoni; de Minas e Energia, Bento Albuquerque; além do advogado-geral da União, Luiz de Almeida.