Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quarta, 10 Abril 2019 16:51
PREVENÇÃO

Mais de 806 mil alagoanos devem ser vacinados contra a Influenza

Campanha foi iniciada nesta quarta (10), nos 102 municípios alagoanos, e vai até 31 de maio

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Pessoas com 60 anos ou mais devem ser vacinas contra a Influenza Pessoas com 60 anos ou mais devem ser vacinas contra a Influenza Foto: Carla Cleto
Texto de Josenildo Törres

Com três casos de Influenza confirmados em Alagoas este ano, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) iniciou a 21ª campanha de vacinação contra a doença nesta quarta-feira (10). A ação vai ocorrer nos postos de saúde dos 102 municípios alagoanos até o dia 31 de maio. A meta é imunizar pelo menos 90% do público alvo, que corresponde a 862.475 pessoas preconizadas.

Conforme o Programa Nacional de Imunização (PNI), devem ser vacinadas crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas (no período de 45 dias após o parto) e pessoas com 60 anos ou mais. A vacina contra a Influenza também deve ser administrada em trabalhadores da saúde, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis, professores de escolas públicas e privadas que estão na ativa, povos indígenas, jovens em cumprimento de medidas socioeducativas entre 12 a 21 e população privada de liberdade, além dos servidores do Sistema Prisional.

Carla Cleto

Neste período, haverá também a atualização da Caderneta de Vacinação, conforme a situação de imunização encontrada e as indicações do Calendário Nacional de Vacinação. Para as pessoas privadas de liberdade, os vacinadores irão até o Sistema Prisional. Quanto aos idosos acamados e/ou com dificuldade de locomoção, os familiares poderão agendar a visitar de um vacinador nas respectivas Secretarias de Saúde dos municípios de origem.

 

“Capacitamos e repassamos as instruções para os coordenadores de vacinação e de vigilância em saúde dos 102 municípios. Para isso, realizamos reuniões em Maceió, sede da I Macrorregião de Saúde, e em Arapiraca, sede da II Macrorregião de Saúde. Além de esclarecermos todas as dúvidas quanto à campanha, também orientamos sobre as estratégias que podem ser adotadas para atingirmos a meta preconizada pelo Ministério da Saúde”, salientou a assessora do PNI em Alagoas, Denise Castro.