Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Sexta, 15 Março 2019 21:08
COMPROMISSO

Sesau regulariza distribuição de remédios para glaucoma

Entrega acontece sem entraves desde fevereiro, com a aquisição de estoque capaz de suprir demanda por seis meses

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Estoque de colírios para glaucoma está normalizado desde fevereiro Estoque de colírios para glaucoma está normalizado desde fevereiro Foto: Olival Santos
Texto de Fabiano Di Pace

Desde o mês de fevereiro, a distribuição de remédios para glaucoma foi regularizada pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesau), a partir da aquisição de um estoque de medicamentos capaz de suprir a demanda do Estado. A entrega dos medicamentos acontece mediante apresentação, pelo paciente, da documentação necessária, laudo médico, exames e receita, na sede da Componente Especializado em Assistência Farmacêutica (Ceaf), localizada na Rua Goiás, no bairro do Farol, em Maceió.

A entrega da documentação garante a lisura do processo e assegura a continuidade do tratamento pelo Ceaf. Segundo o assessor técnico do Ceaf, Yuri Almeida, a entrega dos medicamentos havia sido suspensa no início do ano, por recomendação do Ministério Público Federal, a partir da constatação de irregularidades supostamente cometidas por clínicas especializadas na informação, ao Ministério da Saúde, do número de pacientes atendidos.

 Yure Amaral mostra estoque de colírios para glaucoma (Foto: Olival Santos)

“Algumas clínicas foram flagradas criando pacientes fantasmas para receber mais recursos do Ministério da Saúde. Em face dessa situação, foi requisitado ao Estado que assumisse a distribuição direta dos remédios para glaucoma”, esclareceu Yuri. “São oito tipos de colírio e um comprimido especializados na doença que voltaram a ser entregues a quem é de direito”, destacou.

 

O assessor reforçou o compromisso da Sesau em assegurar a entrega dos medicamentos agindo sempre em observância aos princípios que regem a administração pública, como transparência e responsabilidade. “A assistência e bem-estar da população são sempre a prioridade da gestão estadual e os pacientes tem seu direito ao tratamento do glaucoma garantido”, salientou.

 Avé Nameje diz que o seu tratamento do glaucoma não foi interrompido (Foto: Olival Santos)

Já a paciente Avé Nameje falou que não chegou a ter seu tratamento interrompido e que foi bem tratada por todos os funcionários do Ceaf. “Fui bem recebida e pude sanar todas as minhas dúvidas. Espero continuar meu tratamento sem problemas, como já faço há muitos anos”, declarou.