Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Sábado, 26 Janeiro 2019 12:56
Solidariedade

Renan filho convida o presidente para acompanhar ações no Pinheiro

Pelo Twitter, governador lamentou tragedia em Brumadinho e defendeu união de forças para proteger moradores do bairro

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Na quinta-feira (24), Renan Filho criou, por meio de decreto, a Comissão de Acompanhamento e Apoio à Situação do Pinheiro (Caspi). Na quinta-feira (24), Renan Filho criou, por meio de decreto, a Comissão de Acompanhamento e Apoio à Situação do Pinheiro (Caspi). Foto: Felipe Brasil
Texto de Severino Carvalho

O governador Renan Filho usou a conta dele no Twitter para se solidarizar com os atingidos pelo rompimento, na sexta-feira (25), da barragem em Brumadinho (MG), que provocou a morte de nove pessoas; outras 300 estão desaparecidas. Ele destacou a importância das medidas preventivas que estão sendo tomadas pelo Governo do Estado para evitar a ocorrência de uma tragédia semelhante no bairro do Pinheiro, em Maceió, afetado por tremores de terra e rachaduras.

 

“O desastre ambiental e humano em Brumadinho (MG) entristece o Brasil. E, para nós alagoanos, evidencia a importância das medidas preventivas que estamos tomando em Maceió para evitar uma tragédia semelhante no bairro do Pinheiro”, observou o governador.

 

Ainda pelo Twitter, ele disse que já fez contato com o gabinete do presidente da República, Jair Bolsonaro, solicitando-lhe para – logo após vistoriar a situação de Brumadinho – vir a Alagoas acompanhar os trabalhos preventivos e de investigação no bairro do Pinheiro, em Maceió, juntamente com o prefeito da capital, Rui Palmeira.

 

“Juntos, podemos tomar as medidas necessárias para fazer frente ao grave problema e minorar o desassossego das famílias alagoanas que residem no bairro”, escreveu o governador.

 

CASPI

 

Na quinta-feira (24), Renan Filho criou, por meio de decreto, a Comissão de Acompanhamento e Apoio à Situação do Pinheiro (Caspi). O objetivo é monitorar, supervisionar e fiscalizar as ações de assistência e auxílio à população daquele bairro, afetado por tremores de terra e rachaduras que atingem o solo e imóveis.

 

É atribuição da Caspi, dentre outras, fazer o levantamento de dados, emitir relatórios, apresentar conclusões e propor medidas corretivas e emergenciais decorrentes do evento adverso, no âmbito da competência do Estado; bem como definir as ações, estabelecer prioridades e monitorar o atendimento aos alagoanos atingidos pela instabilidade do terreno.