Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Segunda, 14 Janeiro 2019 10:53
FINAL DE SEMANA

Lei Seca aborda 310 veículos e retira de circulação 19 condutores por alcoolemia

Operações aconteceram em dois pontos da capital e contaram com o apoio da equipe de inteligência do Detran/AL

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Fiscalização visa salvas vidas e promover a mudança de comportamento dos condutores alagoanos Fiscalização visa salvas vidas e promover a mudança de comportamento dos condutores alagoanos Lays Peixoto
Texto de Lays Peixoto

Com o propósito de garantir a tranquilidade da população alagoana, o Departamento Estadual de Trânsito de Alagoas (Detran/AL), em parceria com a Polícia Militar, realizou duas fiscalizações dentro da Operação Lei Seca na noite do sábado (12) até a madrugada deste domingo (13). As ações aconteceram na Avenida Moreira e Silva, no bairro do Farol, e na Avenida da Paz na parte baixa da capital.

De acordo com dados fornecidos pelo coordenador da Operação Lei Seca Alagoas, tenente Emanuel Costa, durante as abordagens que contou com o apoio da equipe de inteligência do Detran/AL, 19 condutores foram autuados e retirados de circulação por situações de alcoolemia. Ao todo, 310 veículos foram abordados e seus condutores revistados, 321 pessoas foram submetidas ao teste do etilômetro, 14 pessoas fizeram a recusa ao teste e cinco medidas administrativas foram registradas.

“Conseguimos retirar de circulação 19 condutores por situações de alcoolemia montando a operação em dois pontos estratégicos. Nosso objetivo não é acabar com a alegria de ninguém, nossa missão é salvar vidas. Precisamos diminuir cada vez mais a taxa de mortalidade no trânsito e a mudança de comportamento da população alagoana é fundamental”, salientou o coordenador da operação.

Além de infrações referentes à Lei Seca, oito pessoas inabilitadas foram abordadas conduzindo veículos, 54 infrações foram lavradas por motivos diversos e 16 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) foram recolhidas.

O Detran/AL reforça que a operação está sendo intensificada não só na capital em razão do alto fluxo de turistas, mas também no interior de Alagoas considerando o número maior de deslocamentos em direção às cidades litorâneas, devido ao período de veraneio, e de eventos organizados nas regiões.