Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Segunda, 18 Abril 2016 18:11
RESPOSTA RÁPIDA

Polícias civis e militares apreendem acusados de assassinatos

Os menores J. C. A. S. e M. M. F. S. F. foram presos poucas horas depois de cometerem atos infracionais

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Texto de Amélia Sandes

As forças integradas de segurança apreenderam dois menores pela prática de homicídio nas cidades de Cajueiro e Viçosa. Os infratores foram presos poucas horas depois dos delitos e a polícia segue em busca de outros participantes dos atos que deixaram quatro pessoas mortas.

 

J. C. A. S., de 17 anos, é acusado de ter tirado a vida de três pessoas em um bar na cidade de Cajueiro. O alvo do infrator seria uma mulher que ele chamou de “Nega Caboje”, acusada por ele de vender drogas. Com uma espingarda 12, o acusado perseguiu a mulher que se escondeu em um bar. J. C. A. S. disparou a arma atingindo quatro pessoas no estabelecimento.

 

Três vítimas não resistiram aos ferimentos e uma está no hospital, sem risco de morte. Os crimes aconteceram no último sábado (16).

 

O adolescente M. M. F. S. F., também de 17 anos, é acusado pela própria mãe de ter matado o irmão na casa onde moravam, em Viçosa. As informações que chegaram aos policiais são de que os dois discutiam muito. “As discussões entre os dois eram frequentes”, disse o delegado Carlos Reis. Segundo o delegado, o acusado chegou a ir à delegacia denunciar o assassinato do irmão.

 

“Ele chegou dizendo que o irmão havia sido morto por dois homens encapuzados. Diante da frieza dele, desconfiamos e com a denúncia da mãe, ele terminou confessando o crime”, esclareceu Carlos Reis.

 

Os dois acusados foram aprendidos após trabalho dos policiais militares da 4ª CIA, Independente comandados pelo major Mário Xavier e dos policiais civis da Delegacia Regional de Viçosa, liderados pelo delegado Rosivaldo Vilar.

 

“Esta é a pronta resposta das polícias com a apreensão desses infratores em seis horas de trabalho intenso. Não vamos permitir que autores de homicídios fiquem impunes. Eles serão cassados! Não permitiremos que Alagoas tenha mais homicídios que no ano passado”, assegurou o secretário de Segurança Pública, Lima Júnior.

 

“São quatro assassinatos cometidos por dois menores. Eles estão matando sem nenhum tipo de remorso, sem nenhuma preocupação”, destacou Lima Júnior. O secretário afirmou que o papel da polícia está sendo bem desempenhado e que as forças de segurança estão fortes e unidas.