Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quarta, 26 Dezembro 2018 12:11
PREVENÇÃO

Casal adota medidas para garantir fornecimento de água em Maceió no verão

Limpeza de mananciais, perfuração de poços e combate a perdas são as principais ações

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Estação de Tratamento de Água (ETA) Pratagy atende a cerca de 40% de Maceió Estação de Tratamento de Água (ETA) Pratagy atende a cerca de 40% de Maceió Ascom Casal
Texto de Diego Barros

Com a chegada do verão, o consumo de água aumenta até 30% em Maceió. Para garantir o abastecimento, a Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) vem executando algumas medidas preventivas. As principais delas são a limpeza de mananciais de superfície, a perfuração de novos poços e a manutenção dos existentes, e a intensificação das ações de combate a perdas.

O serviço de limpeza de mananciais está ocorrendo, há cerca de 15 dias, na captação de água do Sistema Pratagy, responsável pelo abastecimento de cerca de 40% da capital. A captação fica no Rio Pratagy, na região do Benedito Bentes. De acordo com o presidente da Companhia, Clécio Falcão, esse trabalho ainda deve durar pelo menos 30 dias.

Outra ação que, segundo ele, foi intensificada é a manutenção de poços. A Casal opera em torno de 180 deles somente na capital e os técnicos da empresa estão atentos para os principais problemas que acometem essas fontes de água: defeitos em bombas e paradas elétricas. “Um dos principais investimentos de nossa gestão à frente da Companhia foi a aquisição de bombas reservas para os poços”, salientou.

O presidente também explicou que outros poços estão sendo instalados. Um deles fica por trás do residencial Alto das Alamedas e, logo que estiver pronto, no começo de janeiro, vai reforçar o abastecimento da parte alta do Jacintinho. “Também estamos com uma obra estruturante em andamento para o Jacintinho, que é a interligação de reservatórios e extensões de redes. Esse serviço, por ser mais complexo, só deve ser concluído em maio”, detalhou Falcão.

A terceira medida que a área operacional da empresa definiu como estratégica para este verão é o aumento das ações para combate a perdas. Desse modo, a Casal adquiriu equipamentos – os geofones e hastes de escuta – e capacitou seus profissionais para usá-los numa verdadeira “caça” aos vazamentos não visíveis (aqueles que não afloram à superfície) e às ligações clandestinas e by pass (o chamado “gato” de água).

“As equipes de combate a perdas trabalham durante o dia e principalmente à noite, em todas as áreas da capital. Sabemos que, ao reduzir perdas, vamos ofertar mais água à população e, ao mesmo tempo, melhorar a arrecadação da empresa para que possamos reinvestir em serviços”, finalizou o gestor da Casal.