Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Sexta, 07 Dezembro 2018 13:39
PLANEJAMENTO

Conselho de Política Energética se reúne para discutir ações para 2019

Cepe monitora e planeja a matriz energética de Alagoas, com ênfase no potencial das energias e na integração de diversos segmentos

Conselho se reúne a cada três meses para discutir ações e melhorias para o setor de energia no Estado Conselho se reúne a cada três meses para discutir ações e melhorias para o setor de energia no Estado Adaílson Calheiros
Texto de Cecília Tavares

Os integrantes do Conselho Estadual de Política Energética (Cepe) participaram, na quinta-feira (6), da 38ª Reunião Ordinária do colegiado, no Palácio República dos Palmares, no Centro de Maceió, para fazer um balanço das ações voltadas para o setor energético em 2018.

 

O Conselho se reúne a cada três meses para discutir ações e melhorias para o setor de energia, envolvendo gestores do setor produtivo, universidades, entidades do Poder Executivo, além das companhias de distribuição de luz e gás natural do Estado.

 

O objetivo principal do Cepe é acompanhar e planejar a matriz energética de Alagoas, com ênfase no potencial das energias e na integração dos nossos diversos segmentos.

 

Na 38ª Reunião Ordinária foram avaliadas as ações e planos de trabalho dos comitês técnicos da área de energia durante o ano de 2018, como também as ações realizadas pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) na área energética ao longo do ano. Foram discutidos e aprovados também os planos de trabalho para 2019.

 

De acordo com o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), Rafael Brito, as ações em prol de políticas energéticas no Estado são de extrema importância para a atração de novos investimentos.

 

"Alagoas tem um potencial enorme na área de energia, oferecendo diferentes fontes energéticas renováveis. É preciso pensar numa política macro, para atrair novos empreendimentos, promovendo o desenvolvimento e gerando novas oportunidades para a população", disse Rafael Brito.