Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quinta, 08 Novembro 2018 17:29
COMBATE À DOENÇA

Programa da Primeira Infância avalia índice de anemia em mais de 300 crianças

Ação acontece nos seis municípios atendidos pelo programa e promove orientação nutricional

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Programa da Primeira Infância vai avaliar 300 crianças em São luiz do Quitunde Programa da Primeira Infância vai avaliar 300 crianças em São luiz do Quitunde Thiago Sampaio
Texto de Iara Malta

Crianças acompanhadas pelo Programa da Primeira Infância de Alagoas (CRIA) estão passando por avaliação de anemia e sendo encaminhadas para tratamento e orientação nutricional. A ação visa combater a doença que interfere no desenvolvimento das crianças, principalmente na faixa etária de 6 a 24 meses.

 

Esta semana, a equipe de nutrição do Centro de Recuperação e Educação Nutricional (CREN), que é parceira do CRIA, está no município de São Luiz do Quitunde, onde atenderá cerca de 300 crianças beneficiárias do Bolsa Família. Segundo o articulador do programa na cidade, Girland Messias, houve uma mobilização dos agentes de saúde para convidar os pais a levarem seus filhos aos postos de saúde.

 

De acordo com os primeiros levantamentos, o índice de anemia nos municípios que já receberam a ação – Pão de Açúcar, Batalha, e, agora, São Luiz do Quitunde – está na média nacional.  “Percebemos que há aumento de crianças anêmicas nas regiões rurais. Um relatório com mais dados detalhados de cada município será entregue aos gestores de saúde”, afirmou a nutricionista e pesquisadora Manuela Garibaldi.

 

A avaliação é feita através de um exame rápido de sangue. O resultado sai na hora e as crianças já são consultadas por nutricionistas. As que estão com anemia são encaminhadas para tratamento no posto de saúde. “Reforçamos, junto aos pais, a importância de oferecer uma alimentação saudável e entregamos uma cartilha mostrando os alimentos ricos em ferro para serem introduzidos na alimentação dessas crianças”, disse a nutricionista Geovana Montemor.

 

Maiane Santos, mãe da pequena Maísa Laura, de apenas 10 meses, se disse surpresa em saber que a filha estava com anemia, já que a criança ainda mamava. A mãe reconheceu, no entanto, que não oferece os alimentos indicados pela nutricionista. “Foi bom ter vindo aqui. Agora vou pegar o remédio e dar mais feijão e frutas”, comentou.

 

O Programa da Primeira Infância de Alagoas está implantado em seis municípios alagoanos. Batalha, São Luiz do Quitunde, Pão de Açúcar, Murici, Pilar e Teotônio Vilela. Os três últimos irão receber a ação ainda esse mês. Além da área nutricional, gestantes e crianças de até 6 anos recebem cuidados voltados à saúde, educação e assistência social.