Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quarta, 07 Novembro 2018 20:13
VULNERABILIDADE

Ronda no Bairro aciona Conselho Tutelar para atender menor de rua

Adolescente pediu ajuda à equipe social do programa afirmando sofrer agressões físicas por parte do pai

Equipe social do programa identifica e encaminha casos de pessoas em situação de vulnerabilidade Equipe social do programa identifica e encaminha casos de pessoas em situação de vulnerabilidade Ascom Ronda no Bairro
Texto de Ana Daniella Leite

Um adolescente de apenas 13 anos abordou, no fim da tarde desta quarta-feira (7), a equipe de Articulação e Mobilização do Ronda no Bairro para solicitar acolhimento. Em seu relato às técnicas que atuam no Centro de Maceió, o garoto afirmou que mora há alguns anos na Praça Sinimbu e que sofre constantes agressões por parte do pai.

 

Imediatamente, a psicóloga e a assistente social que receberam o caso acionaram o Conselho Tutelar da Região II, responsável por esta área da capital. O conselheiro tutelar encaminhou o menor para uma casa de acolhimento para adolescentes, onde ficará abrigado até que sua situação se esclareça judicialmente.

 

Além de realizar o patrulhamento de proximidade com as guarnições formadas por militares da reserva, da ativa e egressos das Forças Armadas, o programa disponibiliza uma equipe multidisciplinar - composta por psicólogas e assistentes sociais - que atua nas seis áreas comerciais atendidas pelo Ronda no Bairro. A essa equipe, cabe identificar e encaminhar casos de pessoas em situação de vulnerabilidade social para a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) tanto no âmbito municipal, quanto estadual.