Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Sexta, 08 Junho 2018 16:24
PROGRAMA DE CESTAS NUTRICIONAIS

Equipamento de reconhecimento facial é implantado na Barra de São Miguel

Sistema desenvolvido pela Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social trará mais segurança ao programa

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Equipamento de reconhecimento facial registra informações da mãe e do bebê Equipamento de reconhecimento facial registra informações da mãe e do bebê Foto: Ascom Seades
Texto de Renata Bello

O Programa Estadual de Complementação Alimentar e Nutricional conta agora com mais um mecanismo de segurança. É que foi implantado, nesta sexta-feira (8), o primeiro equipamento de reconhecimento facial na cidade da Barra de São Miguel. Nos próximos dias, outros municípios deverão concluir o cadastro das beneficiárias e então, iniciar o uso do equipamento, entregue pela Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social (Seades).

 

Durante o lançamento do equipamento, também foram entregues 150 cestas a gestantes e nutrizes inscritas no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico), o cadastro que controla o programa Bolsa Família. Na ocasião o superintendente Leonardo monteiro reforçou a importância dos critérios de condicionalidades para recebimento do benefício.

 

“É muito importante a parceria das secretarias de assistência social e de saúde, pois juntas são as responsáveis por incluir todas as mulheres com perfil para o programa. Quando elas cumprem as condicionalidades, isto é, mantém em dia o pré-natal, o cartão de vacina, ela está fazendo mais do que apenas receber as cestas, ela está garantindo que seu filho nasça e cresça saudável e possa desenvolver suas habilidades cognitivas”, disse.

 

O equipamento garantirá que as cestas nutricionais, voltadas a gestantes e nutrizes em situação de vulnerabilidade social e insegurança alimentar e nutricional, cheguem a quem realmente precisa.  Para retirar as cestas, a beneficiária passará pelo equipamento, que fará uma leitura facial e confirmará que ela está cadastrada no programa estadual.

 

Durante a solenidade na barra de São Miguel, o superintendente Leonardo monteiro reforçou os critérios de condicionalidades para recebimento do benefício, onde a gestante precisa estar em dia com o pré-natal e a nutriz necessita estar com o cartão de vacinação do bebê em dia.

 

O Programa Estadual de Complementação Alimentar e Nutricional é contínuo e garante a distribuição de cestas básicas e nutricionais para gestantes e nutrizes em situação de vulnerabilidade no Estado, incluídas CadÚnico.

 

As cestas nutricionais são certificadas pelo Inmetro e compostas por 14 itens essenciais para combater a desnutrição de gestantes e recém-nascidos, entre eles, aveia, proteína, cálcio e ferro. Os recursos destinados à aquisição das cestas são oriundos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep). Para os três primeiros meses de distribuição serão investidos pouco mais de R$ 12 milhões.