Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Sexta, 25 Maio 2018 17:19
OPORTUNIDADE

Itec capacita reeducandos em gerenciamento eletrônico de documentos

Alunos aprenderam auxiliando na digitalização dos processos da Perícia Médica

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Onze reeducandos estão recebendo capacitação e treinamento em digitalização Onze reeducandos estão recebendo capacitação e treinamento em digitalização (Fotos: Ascom/Itec)
Texto de Isaac Moraes

O Núcleo de Gerenciamento Eletrônico de Documentos (Nged) do Instituto de Tecnologia em Informática e Informação (Itec) teve sua rotina ainda mais movimentada nas últimas semanas, ganhando novos e especiais colaboradores. Onze reeducandos estão recebendo capacitação e treinamento em digitalização, dando continuidade ao projeto do Governo de Alagoas de reintegração dessas pessoas na sociedade, por intermédio da Secretaria de Estado da Ressocialização e Inclusão Social (Seris).

 

Capacitação de reeducandos / (Fotos: Ascom/Itec)

 

Primeiramente, o Itec recebeu a demanda de digitalização dos processos derivados da Superintendência de Perícia Médica, ligada à Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Patrimônio (Seplag). Em seguida, surgiu a oportunidade de que esse trabalho fosse realizado por reeducandos, integrando o Instituto de Tecnologia na lista das secretarias e órgãos que estão trabalhando com ressocialização.

 

“Receber os reeducandos é uma forma de reinseri-los na sociedade, para que eles tenham uma segunda chance e oportunidade de aperfeiçoamento, de capacitação técnica. Com certeza, é um projeto inovador, onde estamos demonstrando o que nós podemos fazer com toda a estrutura do próprio Estado, levando pessoas para a reinserção de uma forma simples, com responsabilidade e o comprometimento de trazer uma nova realidade para essas pessoas” explicou a superintendente da Perícia Médica, coronel Valdenize Ferreira Lima.

 

Capacitação de reeducandos / (Fotos: Ascom/Itec)

 

Antes do contato com o Nged, os reeducandos tiveram a oportunidade de conhecer o Instituto de Tecnologia por intermédio de visitas e palestras. Em seguida, passaram para as etapas teórica e prática da digitalização.

 

“Eles vivenciaram duas semanas de treinamento. A primeira foi para conhecer todos os setores do Itec, e a segunda semana foi só aqui no Nged, com pouca parte teórica e mais prática, porque eu acredito que é fazendo que se aprende. Fico feliz de trabalhar num projeto desse, porque eu acredito muito no ser humano. Me coloco à disposição do Governo para acolher a todos eles se for necessário, sem nenhuma restrição” disse Eliane Lôbo, responsável pelo Nged.

 

Capacitação de reeducandos / (Fotos: Ascom/Itec)

 

Se para quem auxilia esse projeto tem um impacto especial, para quem recebe a ajuda deve reverberar com muito mais força. É como explica o reeducando Marcos Antônio dos Santos, que consegue vislumbrar um futuro diferente a partir das oportunidades do programa governamental.

 

“Está sendo interessante e proveitoso, porque é mais uma oportunidade que estamos tendo de progredir em conhecimentos e na área profissional. Ainda tenho quase quatro anos de pena, mas já trabalho um bom tempo no convênio pela Seris, sou recepcionista. O meu ponto de vista em relação a tudo isso é de um projeto muito lindo que o Governo está fazendo, além de eficaz, pois mostra que tem como você sobreviver, se manter, ter uma vida digna, sem fazer nada de errado. Com certeza está tendo resultados, hoje o número de pessoas que estão ressocializadas é bem maior do que antes e eu acho que a tendência é crescer” disse Marcos Antônio.