Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Sexta, 11 Maio 2018 13:46
ATENÇÃO

Sesau alerta que vacina é a forma mais eficaz de evitar a Influenza

Neste sábado (12) ocorre o dia D da Campanha de Vacinação em todo o Estado

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Idosos estão incluídos no público-alvo da Campanha de Vacinação contra a Influenza Idosos estão incluídos no público-alvo da Campanha de Vacinação contra a Influenza Carla Cleto
Texto de Josenildo Törres

Lavar as mãos, usar álcool gel, manter hábitos saudáveis de higiene e evitar locais com aglomeração são medidas importantes que previnem a contaminação pelo vírus Influenza, cujos subtipos são H1N1, H3N2 e Influenza B. No entanto, a vacina disponibilizada pelo Ministério da Saúde (MS) ainda representa a forma mais eficaz de evitar a doença, que pode levar à morte, segundo alerta a assessora do Programa Nacional de Imunização (PNI) em Alagoas, Denise Castro.

 

Para isso, ela recomenda que o público alvo da Campanha de Vacinação deste ano procure os postos espalhados pelos 102 municípios do Estado. Neste sábado (12), quando ocorre o Dia D, visando aumentar o percentual de vacinados. Segundo dados do PNI, até às 12h desta sexta-feira (11), tomaram a vacina apenas 224.291 pessoas dos 787.908 alagoanos que devem ser vacinados até o dia 1º de junho, o que representa 32,92%.

 

O Ministério da Saúde estipulou que devem ser vacinadas crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto). Ainda estão entre os contemplados, os trabalhadores da Saúde e os professores das escolas públicas e privadas, bem como, os indivíduos com 60 anos de idade ou mais.

 

Também fazem parte do grupo a ser vacinado, os servidores do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade que cumprem medidas socioeducativas e a população privada de liberdade. O público-alvo da Campanha de Vacinação contra a Influenza, que já tem 17 casos confirmados em Alagoas, sendo um óbito, contempla, ainda, os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e os povos indígenas.

 

Denise Castro enfatizou que as únicas contraindicações para tomar a vacina da Influenza dizem respeito às pessoas que têm alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados, bem como, as com histórico de reação anafilática a doses anteriores. “Caso os integrantes do público-alvo não se enquadrem nestes dois casos, devem tomar a vacina, que comprovadamente é eficaz”, evidenciou.