Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Sexta, 11 Maio 2018 11:03
NACIONAL

Operação Tiradentes II mobiliza mais de dois mil policiais militares de AL

Ações começam por volta da meia-noite da sexta-feira (11) e seguem até às 16h do sábado; todos os estados realizam a operação que homenageia patrono das polícias

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Nos 102 municípios alagoanos, da capital e interior, serão executadas todas as variáveis do policiamento ostensivo Nos 102 municípios alagoanos, da capital e interior, serão executadas todas as variáveis do policiamento ostensivo Divulgação
Texto de Wanessa Neves

Cerca de dois mil policiais militares de Alagoas participam da Operação Nacional de Segurança, denominada “Tiradentes II”, que terá início nesta sexta-feira (11) em todo o país. A ação conjunta, coordenada pelo Conselho Nacional dos Comandantes Gerais das Polícias e Corpos de Bombeiros Militares do Brasil (CNCG-PM/CBM), será realizada em cada Unidade Federada, no período de 40 horas, somando esforços adicionais das corporações com foco na prevenção e manutenção da ordem pública e segurança dos cidadãos brasileiros.

 

Nos 102 municípios alagoanos, da capital e interior, serão executadas todas as variáveis do policiamento ostensivo geral e de trânsito e/ou rodoviário, caracterizado pelos processos a pé, motorizado, montado e fluvial (embarcações); bem como serão utilizados os modos peculiares de policiamento ostensivo: patrulhamento, permanência e diligência. Ao todo serão empregadas 621 viaturas, entre carros e motocicletas, além de três embarcações, e um efetivo de 2.061 policiais militares.

 

Responsável por comandar a operação em todo o Estado, o comandante-geral da PM, coronel Marcos Sampaio, destaca que a ação visa homenagear o patrono das polícias militares do Brasil, o Alferes Joaquim José da Silva Xavier, Tiradentes.

 

“Nossa tropa estará nas ruas alagoanas, bem como as nossas coirmãs, para inibir a prática de crimes, como tráfico de drogas e roubos, e coibir a atuação de organizações criminosas”, destacou Marcos Sampaio.

 

O comandante ressaltou ainda que a ação tem seus propósitos focados nas metas de segurança almejados pela nação, pois visa contribuir, de forma significativa, para o exercício de um dos papéis primordiais do Estado, que é a promoção da segurança pública, condição essencial para a vida em sociedade.

 

O CNCG será responsável pela gestão, planejamento, coordenação, compilação e divulgação dos dados e informações relativas aos resultados da Operação Tiradentes II.

 

Sobre a Operação

 

A execução da operação foi definida por decisão unânime dos comandantes na primeira reunião extraordinária do Conselho, realizada entre os dias 9 a 12 abril, na cidade de São Paulo. A integração, união e coesão das Polícias Militares e dos Corpos de Bombeiros Militares demonstrarão a força, organização, pontualidade e confiabilidade das informações, características inerentes às corporações.

 

Este ano a ação integrada foi dividida em três fases. Na primeira fase as corporações envolvidas coletavam informações para alinhar as ações operacionais em cada Estado.

 

Já na segunda, realizada nos dias 4 e 5 de maio, aconteceu um treinamento onde equipes de serviço de cada cidade do país executavam operações rotineiras, com foco em ações de abordagens.

 

A terceira e última fase será realizada este final de semana com a execução da operação propriamente dita em todos os Estados do Brasil.