Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quarta, 18 Abril 2018 09:02
REUNIÃO NA ADEMI

Governador defende programas de cunho social para reduzir desigualdades

Renan Filho ouviu as demandas da entidade e fez um balanço das principais ações do Governo do Estado

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Encontro reuniu presidentes, diretores e associados à Ademi Encontro reuniu presidentes, diretores e associados à Ademi (Fotos: Márcio Ferreira)
Texto de Severino Carvalho

O governador Renan Filho se reuniu com diretores da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Alagoas (Ademi), na tarde desta terça-feira (17), na sede da instituição, em Maceió. Ele ouviu as demandas da entidade e fez um balanço das principais ações do Governo do Estado nas áreas da saúde, educação, segurança pública e infraestrutura.

 

“Saio daqui com muitas sugestões, com boas ideias, para que sigamos trabalhando por Alagoas. É sempre importante discutir e criar uma ambiência institucional para que a gente alavanque os investimentos em habitação, em esgotamento sanitário, em rodovias, de forma que essas reuniões são bons caminhos para encontrarmos as sinergias entre o público e o privado e, assim, garantirmos que o Governo possa colaborar com o desenvolvimento do Estado”, afirmou Renan Filho.

 

O governador iniciou sua fala destacando a importância do equilíbrio fiscal que serviu de lastro para os investimentos feitos em saúde, educação, infraestrutura e segurança pública. Ele também ouviu os anseios do setor, apresentados pelo presidente da Ademi, Jubson Uchôa Lopes.

 

“O encontro foi excelente, acima das expectativas”, afirmou o presidente da Ademi. “O governador realmente abriu o diálogo com o setor imobiliário, mostrando o que ele tem feito nas diversas áreas, mas, acima de tudo, se comprometendo em resolver algumas questões apresentadas aqui, ou seja, ele abriu o diálogo e está de parabéns pelo que vem fazendo pelo Estado”, afirmou Jubson Uchôa.

 

Aos empresários do setor imobiliário, Renan Filho defendeu os programas de infraestrutura que geram benefícios sociais às camadas mais pobres da população, a exemplo do Vida Nova nas Grotas e a construção das escolas em tempo integral.

 

“Esses investimentos são fundamentais para a gente equilibrar nossa sociedade que é muito desigual. Para que esse equilíbrio ocorra é necessário que façamos investimentos sociais em escolas em tempo integral, garantir saúde para o mais pobre e, sobretudo, infraestrutura, que é o mais básico. Não tem como o cidadão e ir à escola se ele não consegue, sequer, chegar em casa em dia de chuva”, ponderou Renan Filho, ao se referir ao Vida Nova nas Grotas.

 

Desenvolvido e executado pelo Governo do Estado, em parceria com o Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-Habitat), o Vida Nova nas Grotas está configurado como uma plataforma de ação que congrega todas as secretarias de Estado na promoção de acessibilidade e mobilidade urbana, inclusão social, desenvolvimento econômico, saúde, educação, entre outras áreas. Até o final deste ano, cerca de 250 mil maceioenses que vivem nas grotas da capital serão beneficiados pelo Programa.

 

Participaram da reunião na sede da Ademi, os presidentes da Associação dos Municípios de Alagoas (AMA), Hugo Wanderley; da Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea), José Carlos Lyra; do Sindicato da Indústria da Construção do Estado de Alagoas (Sinduscon-AL), Alfredo Brêda; do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Alagoas (Crea-AL), Fernando Dacal; do Conselho Regional de Corretores de Imóveis da 22ª Região Alagoas (Creci), Vilmar Pinto da Silva; da Cooperativa da Construção Civil do Estado de Alagoas (Coopercon), Delman Sampaio; do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), Joel Krüger, dentre outros diretores e associados à Ademi.