Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Segunda, 16 Abril 2018 13:46
AULA NA EMBARCAÇÃO

IMA/AL retoma atividades do Barco Escola no Complexo Mundaú-Manguaba

Projeto leva informações sobre o Complexo Estuarino-Lagunar e a APA de Santa Rita

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Estudantes aprendem a respeito da região lagunar fora da sala de aula Estudantes aprendem a respeito da região lagunar fora da sala de aula Ascom IMA
Texto de Wanessa Santos

O projeto Navegando com o Meio Ambiente, também conhecido como Barco Escola, promovido pelo Instituto do Meio Ambiente do Estado de Alagoas (IMA/AL) retornou com as atividades em 2018.

 

O Barco Escola, que teve início em 2015, realiza aula de campo a bordo de uma embarcação (catamarã) levando informação sobre o Complexo Estuarino-Lagunar Mundaú-Manguaba (CELMM) e sobre a Área de Proteção Ambiental (APA) de Santa Rita. É debatido, ainda, a importância e a função do manguezal, ecossistema costeiro que ocorre na transição entre a terra e o mar.

 

Tendo retomado as atividades no último dia 11, o Barco Escola já realizou quatro viagens. Para o mês de abril, outras oito estão agendadas com membros das seguintes instituições: Prefeitura de Rio Largo, Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais - Apae- Cuida, Escola Estadual Professora Judith Nascimento da Silva, Cesmac, Escola Estadual Professora Maria José, Centro de Cidadania Esporte Saúde e Cultura e Universidade Federal de Alagoas.

 

A aula inicia ainda na base descentralizada do IMA, em Marechal Deodoro. Durante a apresentação, é explicado ao grupo quais assuntos serão abordados na viagem, além de serem dadas informações sobre os procedimentos de segurança para o embarque.

 

Barco Escola retomou as atividades em 11 de abril de 2018 (Ascom IMA)

Em seguida, o grupo sobe a bordo do catamarã, onde, durante cerca de 40 minutos, uma equipe multidisciplinar do Instituto, composta por biólogos, geógrafos e assistente social explanam sobre aspectos da biota local, fauna e flora, além de explicações sobre os impactos causados por ações realizadas pelo homem que acabam alterando a região.

 

Para Josielma Araújo, geógrafa e consultora ambiental do IMA, e uma das especialistas que integram a equipe multidisciplinar que fazem o Barco Escola, o objetivo do projeto é despertar a consciência ambiental e crítica em cada cidadão. Segundo ela, as aulas de campo ajudam a fazer com que os participantes reflitam sobre “como cada um pode contribuir de forma positiva para a melhoria da qualidade ambiental”.

 

Quem tiver interesse em participar do barco escola do IMA deve realizar o agendamento, que é feito mediante solicitação formal com ofício pela instituição interessada. Mais informações podem ser obtidas por meio do número de telefone do setor de Educação Ambiental do órgão, o 82 98833-9404.