Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quinta, 12 Abril 2018 10:22
BALANÇO

Live do Governo de Alagoas aborda encerramento dos lixões

Secretário Alexandre Ayres fala sobre o planejamento da Semarh para que os municípios se adequassem à política nacional de resíduos

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Secretário vai falar sobre ações da Semarh a partir das 13h, no Facebook e no Instagram Secretário vai falar sobre ações da Semarh a partir das 13h, no Facebook e no Instagram Ascom Semarh
Texto de Nigel Santana

A partir das 13h desta quinta-feira (12), o secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Alexandre Ayres, participa de uma live (ao vivo) no Facebook e Instagram do Governo de Alagoas. Para acompanhar a entrevista basta acessar https://www.facebook.com/GovernoAlagoas/ ou buscar @governodealagoas no Instagram.

 

A pauta em questão é o encerramento dos lixões em Alagoas. Entre as informações prestadas, o secretário Alexandre Ayres irá contextualizar sobre a atuação da Semarh, que desde 2015 planejou e executou ações para que as prefeituras alagoanas atendessem ao que preconiza à Política Nacional de Resíduos Sólidos.

 

“Quando assumimos a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, apenas Maceió havia encerrado o seu lixão. Hoje, 73 municípios alagoanos já fecharam os lixões e estão destinando corretamente os resíduos em aterros sanitários e nas Centrais de Tratamento [CTRs] de Craíbas e Pilar”, destacou o secretário.

 

Nesse período de três anos e quatro meses de gestão, a Semarh já entregou o Plano Estadual de Resíduos Sólidos, bem como o Plano Intermunicipal de Resíduos Sólidos. Estes documentos deram um norte aos municípios para que os lixões fossem encerrados, a coleta seletiva fosse implantada e as prefeituras compreenderam a importância desta política.

 

Outro destaque abordado pelo secretário Alexandre Ayres é que a região do Sertão alagoano não conta mais com lixão a céu aberto. Todos os municípios estão enviando a produção de resíduos para o  aterro sanitário do Consórcio Intermunicipal de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (Cigres), em Olho d’Água das Flores.