Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Terça, 10 Abril 2018 14:12
ASSISTÊNCIA SOCIAL

Encontro em Maceió debate desafios para universalização do SUAS

XX Encontro Regional do Colegiado Nacional dos Gestores Municipais de Assistência Social da Região Nordeste começa nesta quinta-feira (12)

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Seades é uma das parceiras do evento, que deve reunir técnicos e gestores de todos os municípios do Nordeste Seades é uma das parceiras do evento, que deve reunir técnicos e gestores de todos os municípios do Nordeste Fotos: Renata Bello e Divulgação
Texto de Renata Bello

Os desafios para a universalização do Sistema Único de Assistência Social na atual conjuntura será o tema do XX Encontro Regional do Colegiado Nacional dos Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas) da Região Nordeste, que acontecerá na próxima quinta (12) e sexta-feira (13), no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, em Maceió.

 

O evento será direcionado a cerca de 1.500 participantes, entre a gestores, técnicos, trabalhadores do Suas e membros dos Conselhos Municipais da Assistência Social, que deverão, ao final do encontro, formular propostas que serão encaminhadas ao Encontro Nacional, que acontecerá em junho, quando finalizadas as edições regionais em todo o Brasil.

 

Na programação está a análise do cenário atual e os impactos na efetivação do plano decenal, a assistência social como direito constitucional de seguridade social e workshop simultâneo ministrado por técnicos do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) sobre integridade da proteção social e serviços, programas e benefícios.

 

De acordo com a secretária Executiva de Gestão Interna da Secretaria de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social (Seades), Morgana Tavares, o Estado, além de participar das discussões, também é parceiro no evento.

 

“Estamos sempre juntos do Colegiado Estadual dos Gestores Municipais de Assistência Social, ouvindo as demandas e trabalhando para proporcionar espaço de comunicação direta entre os órgãos municipais, estaduais e federal, executores da Política de Assistência Social e debater e o fortalecimento de defesa da Assistência Social como Política de Seguridade”, ressaltou.