Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Terça, 03 Abril 2018 13:01
AÇÃO SOCIAL

Entidade cadastrada no Nota Fiscal Cidadã dissemina conscientização social

Iniciativa conquista novos participantes para a campanha e estimula o compartilhamento de notas

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
 Somente na última semana foram efetuadas 135 adesões ao programa da NFC  Somente na última semana foram efetuadas 135 adesões ao programa da NFC Ascom Adefal
Texto de Tatyane Barbosa

O movimento de solidariedade continua em Alagoas. É que a Associação dos Deficientes Físicos (Adefal) desenvolveu uma forma de conscientizar a população sobre as vantagens de por o CPF no ato da compra e adotar a instituição no sistema da Nota Fiscal Cidadã (NFC). A ação de caráter permanente disponibiliza funcionários da entidade para auxiliar os que quiserem se cadastrar na NFC, ajudando a instituição a ganhar prêmios através do compartilhamento de notas fiscais.

 

A ideia iniciou com três intercambistas da Association Internationale des Etudiants en Sciences Economiques et Commerciales (AIESEC). Estes promoveram a divulgação do Programa NFC dentro e fora da associação para que todos no entorno fossem convencidos a se cadastrar na campanha e adotar a Adefal. Somente na última semana foram efetuadas 135 adesões.

 

“Diariamente, são realizados cerca de 1.500 atendimentos. A proposta de pedir a ajuda dos funcionários, voluntários e assistidos foi ótima. Temos acompanhado o trabalho da NFC e o quanto tem beneficiado os que são cadastrados. Só há vantagens para as instituições e os consumidores”, ressalta o presidente da Adefal, João Ferreira.

 

A Associação presta atendimento gratuito de alta complexidade em medicina física e reabilitação, para os usuários de 102 municípios alagoanos, por meio de uma equipe multidisciplinar. Além disto, é pioneira no Estado no esporte paraolímpico, contando com uma equipe formada por campeões regionais, nacionais e internacionais, atuando em várias modalidades, como basquete em cadeiras de rodas, atletismo e natação.

 

De acordo com a chefe especial de Educação Fiscal, Glacia Tavares, mais do que conscientização e benefícios solidários, a iniciativa estimula as pessoas a pedirem a nota fiscal com seu CPF, garantindo que os impostos sejam arrecadados e investidos em diversas áreas, como educação, saúde e segurança. “É uma ação bacana que propõe um auxilio mutuo e recompensador”.