Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Sexta, 09 Março 2018 16:50
COMBATE AO TROTE

Samu reduz em 17,58% o número de trotes no 1º bimestre de 2018

Projetos como ‘Samu nas Escolas’ e ‘Conheça o Samu’ têm ajudado na redução dessas estatísticas

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Programas de conscientização são voltados para crianças e adolescentes, público que mais passa trote para o Samu Programas de conscientização são voltados para crianças e adolescentes, público que mais passa trote para o Samu (Fotos: Olival Santos)
Texto de João Victor Barroso

A prática do trote tem sido combatida periodicamente pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Alagoas. Para conscientizar a população, as equipes têm ido ao encontro da população e mostrado as consequências dessas ligações indevidas para quem realmente precisa do socorro imediato. E os resultados das ações desenvolvidas pelos projetos ‘Samu nas Escolas’ e ‘Conheça o Samu’ mostram uma redução de 17,58% no número dos trotes registrados no primeiro bimestre deste ano, quando comparados com o mesmo período de 2017.

 

Nos meses de janeiro e fevereiro do ano passado, o Samu Alagoas recebeu um total de 119.758 ligações, das quais 83.279 foram trotes. No começo de 2018 foram 110.885 chamadas para o número 192, com 68.641 trotes, o que demonstra uma redução de 14.683 no quantitativo de ligações indevidas.

 

Olival Santos

 

Para o major Dárbio Alvim, supervisor do Samu, a redução no número de trotes mostra a importância e a eficiência das ações de conscientização que estão sendo feitas em todo o Estado. “Os dois projetos têm levado conhecimento para os alagoanos sobre os serviços oferecidos pelo Samu, mostrando como é a rotina dos socorristas, quando devemos acionar o 192 e os prejuízos que os trotes podem trazem para a comunidade”, destacou.

 

“Mesmo com essa diminuição significativa no número de trotes recebidos pelas duas centrais de regulação, em Maceió e Arapiraca, em 2018, os trotes ainda representam 61.9% das ligações totais recebidas. Isso demonstra que temos um longo caminho pela frente para diminuir cada vez mais esse tipo de ligação”, concluiu o supervisor do Samu.

 

Olival Santos

 

Trote não tem graça, tem consequência!

 

Dando continuidade aos trabalhos iniciados em 2014, 145 crianças dos 4º e 5º anos do Colégio Santíssimo Senhor, em Maceió, foram beneficiados com o Samu nas Escolas. A ação ocorreu nesta sexta-feira (9) e foi a primeira de 38 que irão acontecer em 2018.

 

Durante o primeiro semestre deste ano, o projeto de extensão, feito em parceria com a Universidade Federal de Alagoas (Ufal), com a participação de 66 acadêmicos dos cursos de Medicina, Enfermagem e Serviço Social de diversas instituições de nível superior de Maceió, irá percorrer 19 escolas municipais, estaduais e particulares da capital alagoana.

 

Segundo Ana Tojal, assistente social do Samu Maceió, o projeto de extensão é voltado para crianças e adolescentes, justamente o público que mais passa trote para os serviços de urgência.

 

Olival Santos

 

“Durante cada ação fazemos um trabalho de conscientização com esses jovens, mostrando noções de primeiros socorros e falando sobre as consequências do trote, que pode acabar custando a vida de alguém. Todo o projeto é pensado para que essas crianças possam chegar em casa e passar o que aprenderam para as pessoas que sejam do convívio diário, ampliando o alcance do Samu nas Escolas”, salientou.

 

Nas ações, os alunos também aprendem noções de primeiros socorros, para situações com vítimas de choque elétrico, fraturas, engasgos, queimadura e desmaios. O pequeno Arthur Morais, 10 anos, aluno do 5º ano, participou de uma encenação, onde uma panela começou a pegar fogo e os acadêmicos ensinaram como controlar as chamas e o que fazer nas situações de queimaduras.

 

“Foi uma maneira divertida de aprender como cuidar de pessoas que tenham se queimado. Agora eu sei, caso isso aconteça, que primeiro a pessoa precisa molhar o local, passar hidratante e usar roupas folgadas. Outra parte que achei legal foi o que fazer para ajudar quem tiver sofrido uma fratura ou tiver desmaiado”, disse o garoto.

 

Conheça o Samu

 

As atividades do projeto ‘Conheça o Samu’ tiveram início em 2017 e foram realizadas seis vezes nas cidades de Maceió, Arapiraca, Murici e União dos Palmares. A iniciativa leva ações de prevenção à saúde, disponibilizando testes de glicemia, aferição de pressão arterial, teste rápido de HIV. A ação conta, ainda com socorristas do Samu passando noções de primeiros socorros para a população e falando sobre os prejuízos dos trotes.