Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Sábado, 24 Fevereiro 2018 13:14
SETOR EM EXPANSÃO

Crescimento do turismo em Alagoas incentiva população a buscar qualificação

Diante da crise em outros setores, segmento tem sido celeiro de oportunidades para os alagoanos

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Construções de novos hotéis fortalece o setor de turismo no Estado e impulsiona a oferta de empregos Construções de novos hotéis fortalece o setor de turismo no Estado e impulsiona a oferta de empregos (Fotos: Kaio Fragoso)
Texto de Thiago Tarelli

Indicadores revelam o bom momento do turismo em Alagoas. Mais de dois milhões de passageiros passaram pelo Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares em 2017, quatro grandes hotéis foram inaugurados no ano que passou, outros vinte estão em construção, as taxas de ocupação hoteleira têm se mantido altas e mais de trinta postos de trabalho formais foram gerados na cadeia produtiva do turismo no Estado no ano passado. Os dados são da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho.

 

(Fotos: Kaio Fragoso)

 

Os dados do Governo Federal também revelam que Alagoas é um dos quatro estados onde a geração de empregos no setor cresceu no último ano, acompanhado do Ceará, Piauí e Maranhão. Juntos, os estados vizinhos, Bahia e Pernambuco, apesar de importantes destinos turísticos no país, fecharam 2017 com a extinção de mais de dois mil postos de trabalho formais no turismo.

 

O potencial gerador de emprego e renda na cadeia produtiva do turismo de Alagoas tem sido notado pelos cidadãos que buscam uma nova oportunidade. Visando ter mais chances no concorrido mercado de trabalho, muitos têm procurado a qualificação pelo Pronatec Voluntário EAD (Ensino a Distância) que está com as matrículas abertas e em Alagoas é gerido pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), oferecendo qualificação gratuita em mais de 70 cursos profissionalizantes.

 

Thiago Pedro de Arruda, de 26 anos, é um dos alagoanos que se inscreveram para um dos cursos profissionalizantes do Pronatec Voluntário. Ele busca uma oportunidade no turismo e para isso irá fazer o curso de recepcionista. “Tem uma grande demanda de hotéis que irão abrir nos próximos anos. Como estou desempregado, acredito que seja um grande negócio estudar e me qualificar visando essas vagas que serão geradas. Meu amigo trabalha com turismo e sempre me disse que é gratificante, que tem contato com pessoas diferentes e que aprende bastante, isso me atraiu muito”, disse.

 

(Fotos: Kaio Fragoso)

 

Para quem busca a primeira oportunidade de emprego, o turismo também é um setor desejado. É o caso do jovem Vinicius Antônio dos Santos Silva, de 18 anos, que também irá fazer o curso de recepcionista. “Vou fazer o curso de recepcionista neste semestre e pretendo fazer o de inglês no próximo ano. Tenho muito interesse em me qualificar para conseguir uma oportunidade de emprego, e, em Maceió, as oportunidades são grandes no turismo, por isso escolhi estes cursos”, contou.

 

A jovem maceioense Elisangela Cavalcante Silva, de 28 anos, conseguiu uma oportunidade na hotelaria no mês passado e a qualificação foi um diferencial. “Sou técnica em hotelaria, formada pelo Instituto Federal de Alagoas (Ifal). Isso, com certeza, foi um diferencial, além da minha experiência na área. O turismo, para nós alagoanos, é um grande celeiro de oportunidades, mesmo diante da crise que a gente observa em outros setores”, conta.

 

(Fotos: Kaio Fragoso)

 

Oportunidades continuarão surgindo em 2018

 

A expectativa é que os bons números de geração de emprego no setor em 2017 continuarão crescendo neste ano. Isso porque, um levantamento feito pela Sedetur revela que 17 hotéis estão em construção no Estado e outros quatro estão em ampliação, gerando novas oportunidades de emprego depois de prontos.

 

É o caso do Brisa Suítes que, com inauguração prevista para abril deste ano, irá gerar 45 novos postos de trabalho em Maceió. À frente do empreendimento, Kiko Gatto fala dos diferenciais para contratação. “Ainda não começamos a selecionar, mas ter um curso de qualificação e experiência na área são diferenciais para a contratação no setor. Por se tratar de um hotel quatro estrelas, geralmente os funcionários têm experiências anteriores na hotelaria”, disse.

 

Ainda segundo Gatto, as oportunidades serão para garçom, recepcionistas, cozinheiras e camareiras. “Qualificações principalmente na área de cozinha, atendimento e alimentação são importantes”, completou.

 

(Fotos: Kaio Fragoso)

 

O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, conta que o papel do Governo de Alagoas tem sido essencial para atração de novos investimentos que geram emprego e renda à população.

 

Temos nos esforçado para garantir a vinda de novos investimentos no Estado. O Prodesin, por exemplo, também contempla a hotelaria e tem garantido fôlego aos investidores, por meio da redução da carga tributária de até 92% do ICMS, sendo considerado um dos mais competitivos do país. Essas medidas, aliadas ao nosso trabalho de promoção, divulgação e fortalecimento dos produtos turísticos, têm conseguido alcançar grandes resultados, como a liderança em faturamento em grandes operadoras de viagem, como a CVC, e em vendas na Flytour”, contou Rafael Brito.

 

Ainda segundo o secretário, o Governo do Estado, por meio do Pronatec Voluntário, estimula a qualificação dos profissionais, uma das grandes demandas do trade turístico de Alagoas.

 

“É por meio do Pronatec, que oferece mais de 70 cursos profissionalizantes, que os alagoanos podem se qualificar e aproveitar esse bom momento do turismo no Estado. No ano passado, mais de quatro mil pessoas se inscreveram para os cursos – que não contemplam somente o turismo. A nossa expectativa é que neste ano mais pessoas busquem o Pronatec, tendo em vista que a demanda por profissionais qualificados só cresce. Toda essa cadeia garante o crescimento de Alagoas, com o fortalecimento da nossa economia, impulsionando a qualidade de vida da população”, explicou Rafael Brito.