Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quarta, 06 Dezembro 2017 16:26
VISITAS DOMICILIARES

Anjos da Paz fazem busca ativa de dependentes químicos no interior

Equipes trabalharam na mobilização de moradores de Campo Alegre e Boca da Mata

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Agentes conversaram e orientaram os dependentes químicos sobre a importância do acolhimento voluntário Agentes conversaram e orientaram os dependentes químicos sobre a importância do acolhimento voluntário (Fotos: Ascom/Seprev)
Texto de Victor Brasil

Conhecidos por realizar um trabalho de formiguinha na busca por dependentes químicos que queiram ser acolhidos para tratamento voluntário, os Anjos da Paz promoveram visitas domiciliares nos municípios de Campo Alegre e Boca da Mata, nesta terça (5) e quarta-feira (6), respectivamente.

 

No primeiro dia de trabalho, em Campo Alegre, as equipes formadas por psicólogos e assistentes sociais palestraram na Escola Estadual de Ensino Integral Dorgival Gonçalves. Eles realizaram ainda dez visitas domiciliares, quando conversaram e tentaram orientar os dependentes químicos sobre a importância do acolhimento voluntário para tratamento da dependência.

 

(Acolhimento Dependentes Quimicos / Fotos: Ascom/Seprev)

 

“Estas visitas são importantes e muitas vezes solicitadas pelas próprias famílias, na tentativa de orientar os dependentes químicos para que, por vontade própria, eles queiram receber o tratamento de até seis meses em uma das 37 comunidades acolhedoras da Rede Acolhe”, explicou a gerente de Recuperação e Acolhimento da Secretaria de Estado de Prevenção à Violência (Seprev), Conceição Sales.

 

Já no segundo dia, as equipes passaram o dia no município de Boca da Mata, onde realizaram duas visitas domiciliares e palestras para professores da Escola Estadual Josefa Suruagy.

 

 (Acolhimento Dependentes Quimicos / Fotos: Ascom/Seprev)

Nos dois municípios, as equipes de prevenção ao uso de álcool e outras drogas da Seprev também realizaram mobilização pelas ruas, praças e estabelecimentos dos dois municípios, na tentativa de informar sobre a lei que proíbe a venda, a entrega e a permissão do consumo de bebidas alcoólicas por crianças e adolescentes.