Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas
Quarta, 06 Dezembro 2017 11:12
PARCERIA

Governador em exercício discute atração de investimento para AL com empresários chineses

Grupo estrangeiro propôs missão técnica ao país asiático

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Reunião serviu para desenhar um processo de desenvolvimento mútuo entre Brasil e China, passando por Alagoas Reunião serviu para desenhar um processo de desenvolvimento mútuo entre Brasil e China, passando por Alagoas (Fotos: Dárcio Monteiro)
Texto de Severino Carvalho e Andressa Alves

O governador em exercício, Luciano Barbosa, e o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, receberam, na tarde desta terça-feira (5), no Salão de Despachos do Palácio República dos Palmares, o presidente mundial da empresa XCMG e da Associação das Empresas Chinesas no Brasil, Wang Yan Song. Eles trataram da atração de investimento estrangeiro para o Estado e da formalização de possíveis parcerias público-privadas (PPPs).

 

“O governador Renan Filho tem discutido muito a necessidade de atração de novos investimentos para o Estado, inclusive de parcerias público-privadas, ou seja, atrair capital de fora para que a gente possa fazer os investimentos necessários, para os quais não temos capital suficiente”, afirmou Luciano Barbosa.

 

Dárcio Monteiro

 

O presidente do grupo chinês convidou os representantes do Governo do Estado para que participem, em breve, de uma missão técnica à China para apresentar as potencialidades de Alagoas aos empresários do país asiático, bem como as áreas com maior necessidade de investimentos.

 

“Vamos montar um portfólio de Alagoas e, possivelmente, apresentá-lo numa missão do Governo do Estado à China para mostrar as necessidades de investimentos em nosso Estado, nossas potencialidades e tentar captar esses recursos. Alguns outros Estados da Federação já estão fazendo isso, a exemplo do Maranhão e da Bahia”, destacou Barbosa.

 

As áreas apontadas como prioritárias pelo governador em exercício foram abastecimento de água, esgotamento sanitário e agricultura irrigada, sobretudo na região do Semiárido, cortada pelo Canal do Sertão.

 

Dárcio Monteiro

 

“Na área de infraestrutura, se pudermos contar com capital de empresas chinesas será muito bem-vindo. Acredito que o Canal do Sertão vai precisar de muitos investimentos. Mas nós temos ainda muitos investimentos que precisam ser feitos nas áreas de esgotamento sanitário, abastecimento de água. Temos ainda o campo do turismo, e pode ser que os chineses manifestem interesse nisso”, ponderou Barbosa.

 

Rafael Brito fez uma breve apresentação da política de atração de investimentos executada pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), que conta com diferenciais competitivos para a captação de novos negócios, a exemplo da celeridade na abertura de empresas, dos benefícios fiscais e locacionais e localização estratégica.

 

"Alagoas conta com diversos diferenciais competitivos, que facilitam a atração de novos investimentos. Temos os incentivos do Programa de Desenvolvimento Integrado do Estado (Prodesin), a desoneração em importantes cadeias produtivas e, além disso, obras estruturantes que melhoram a infraestrutura do Estado e são fundamentais para o desenvolvimento econômico", ressaltou Rafael Brito.

 

Dárcio Monteiro

 

A XCMG é uma empresa chinesa que atua no ramo de tratores e máquinas pesadas destinadas à construção. Possui 70 anos de fundação, 30 mil funcionários e apresenta um faturamento anual de U$ 20 bilhões, com atuação em países como Estados Unidos e Holanda. Há cinco anos, a empresa está instalada no Brasil, na cidade mineira de Pouso Alegre, e possui uma concessionária em Maceió.

 

Wang Yan Song disse que a reunião serviu para desenhar um processo de desenvolvimento mútuo entre Brasil e China, passando pelo Estado de Alagoas.

 

“Como presidente da Associação das Empresas Chinesas no Brasil, realmente eu gostei muito dos projetos apresentados pelo Governo de Alagoas. As empresas chinesas, sob o comando da Associação, vão se dedicar e trabalhar muito no Estado para a gente crescer junto”, afirmou Wang Yan Song.

 

Participaram, ainda, do encontro o superintendente de Indústria, Comércio e Serviços da Sedetur, Otávio Lessa; de Energia e Mineração, Ricardo Dória; e o presidente da XCMG no Brasil, Tian Dong, dentre outros empresários.