Notícias

AGÊNCIA ALAGOAS

Governo do Estado de Alagoas

 

 

×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 987

Quarta, 06 Janeiro 2016 13:37

Com BHR Indústria, Governo segue diversificando economia

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
Renan Filho quer aumentar áreas para multiplicar investimentos no estado. Renan Filho quer aumentar áreas para multiplicar investimentos no estado. Foto: Márcio Ferreira

A vinda da BHR Indústria e Comércio de Produtos confirma os esforços do Governo de Alagoas para diversificar e ampliar a economia alagoana em meio a crise econômica que está instalada no país. A empresa da cadeia química vai concorrer com indústrias do Sul do Brasil, gerando emprego e renda em Alagoas. 

Durante o lançamento da pedra fundamental da BHR Indústria e Comércio de Produtos, no Polo Multifabril de Marechal Deodoro, nesta quarta-feira, 6, o governador Renan Filho ressaltou a necessidade da diversificação da economia alagoana dentro do conglomerado, bem próximo do Porto de Maceió.

“Temos indústria de pallets, embalagens, cerâmica, PVC, indústria da área química; de maneira que Marechal Deodoro se torna um grande polo industrial do estado e se integra a Maceió. Cada vez mais empregos vão chegando. Mesmo num ano de crise, a gente vê vários lançamentos, pessoas empolgadas com alguns segmentos para fazer negócios. Temos muito ainda para investir, mas estamos confiantes, que dissipando a crise, com a lei de incentivos muito boa, vamos continuar atraindo cada vez mais empresas”, completou o governador salientando que a iniciativa privada e o Poder Público devem vibrar na mesma frequência para se obter melhores resultados em todas as áreas.

A BHR foi uma das empresas que conversaram com o governador Renan Filho durante a Feiplastic de 2015. E unindo o útil ao agradável, a empresa acabou se transferindo para o Polo de Marechal Deodoro para ter como fornecedora, principalmente de sulfeto de sódio, óxido de magnésio e bicarbonato de sódio, a Braskem. Elementos fundamentais para os segmentos de mineração, curtume, plásticos, tintas, alimentos e gesso.

Inicialmente 72 empregos serão gerados, sobretudo, segundo o empresário Alejandro Rita, há previsão de multiplicação destes postos de trabalho. Ele atribuiu aos incentivos fiscais e locatícios fornecidos pelo Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico (Conedes) a chegada à Alagoas.

 

 “Recebemos incentivos e isso nos trouxe para cá, fato que não tivemos no Paraná, por exemplo”, testemunhou o empreendedor.

A intenção de Renan Filho é justamente utilizar a arrojada lei de incentivos fiscais do Estado para transformar a região do polo industrial como a região que tende a crescer mais nos próximos anos. Entre os municípios de Marechal Deodoro, Pilar, Coqueiro Seco, Santa Luzia do Norte e Satuba, o Estado tem feito estudos para ampliar áreas de uso de destinação à novas empresas.  

Texto: Cadu Epifânio 

Fotos: Márcio Ferreira